Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Política

ATÉ NISSO: Puccinelli bate carro fazendo 'caca' no trânsito e pode pagar R$ 20 mil

Curiosidade: audiência foi adiada porque oficial de justiça procurou ex-governador em Fátima do Sul, onde ele não mora mais há umas 3 décadas

04 abril 2019 - 07h00Por Celso Bejarano, de Brasília

A Sul América Companhia Nacional de Seguros move uma ação regressiva de ressarcimento no valor de R$ 20.124,45 (sem as correções), na 14ª Vara Cível de Campo Grande, contra o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (MDB), por ele ter se envolvido num acidente de trânsito em maio de 2016, quase três anos atrás. A soma indenizatória refere-se à quantia que a seguradora pagou para a dona do veículo que ficou danificado na batida.

No início da tarde de 2 de maio de 2016, Puccinelli trafegava pela Rua Espírito Santo e, segundo ele mesmo admitiu, à época, invadiu a Avenida Afonso Pena, via preferencial, chocando-se num Honda City, guiado por Elsa Corrêa Bastos Maffei. O acidente ocorreu em trecho do Jardim dos Estados.

O ex-governador dirigia um Fiat vermelho, veículo que havia ganhado de presente de servidores estaduais próximos a ele no fim do mandato, em dezembro de 2014.

“Como é público e notório age com culpa manifesta o condutor que causa danos no veículo que circula de forma defesa, inafastável a sua condenação ao ressarcimento dos prejuízos suportados pelos condutores, que trafegam em condição de normalidade”, diz trecho da ação de ressarcimento, tocada pelo escritório de advocacia Máximo de Souza & Coriolano.

Há duas curiosidades neste processo contra Puccinelli: o fato de ele ter confidenciado culpa no dia do acidente e, ainda assim, o caso ter ido parar na Justiça. Presumível seria pensar o que condutor que assume o erro também arcaria com as despesas, o que não ocorreu.

“A autora [seguradora] procedeu a inúmeras tentativas de composição amigável que, todavia, se restaram infrutíferas”, descreve a ação, sugerindo que havia fracassado a intenção de um acordo extrajudicial com o ex-governador.

Marca registrada do ex-governador, carro tinha placa com final 15, número de campanha do MDB - Foto: André de Abreu/Arquivo

Outra questão curiosa que consta no processo de número 0838063-24.2018.8.12.0001: para notificar Puccinelli, um oficial de justiça o teria procurado na Rua Marechal Rondon,  926, parte central de Fátima do Sul, cidade situada a quase 240 quilômetros de Campo Grande.

Puccinelli não reside mais em Fátima do Sul há pelo menos três décadas. Ele mora há anos no edifício Champs-Élysées, na Avenida Euclides da Cunha, no Jardim dos Estados, uma das regiões mais chiques da capital sul-mato-grossense.

Ainda de acordo com a apelação, é dito que a justiça cancelou no dia 7 de março passado uma audiência com o governador por “falta de tempo hábil para citação/intimação da parte requerida”.

Amigável

No dia do acidente, conforme noticiado pela imprensa campo-grandense, Puccinelli admitiu o erro e disse à dona do Honda que pagaria pelo estrago mecânico. Mais que isso: o ex-governador afirmou ter emprestado o carro de Beth, a ex-primeira-dama, um Corolla, para Elsa Corrêa e que a gentileza duraria até o veículo batido saísse da oficina.

Puccinelli é réu em processos da Lama Asfáltica, operação da Polícia Federal,  deflagrada em 2015,que investiga esquema de corrupção supostamente sustentado no período que o Estado era governado por ele (2007-2014). O ex-governador chegou a ser preso por duas ocasiões no ano passado. Processos contra o chefe do MDB l correm na Justiça Federal e também na Estadual.

Só um punido

Embora a apuração ocorra há quase quatro anos, até agora, apenas uma entre as dezenas de pessoas supostamente envolvida na trama, foi condenada.

Edson Giroto, ex-secretário de Obras da ex-gestão de Puccinelli, que está preso há quase um ano em Campo Grande, foi sentenciado no mês passado a nove anos de prisão.

 

Leia Também

Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Geral
Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Geral
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Geral
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca
Polícia
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca