(67) 99826-0686

Senador Kajuru vai pedir impeachment do ministro da Educação

Ele disse que processo que pode tirar Abrahan Weintraub da gestão de Bolsonaro depende de 41 assinaturas

22 MAI 2019
Celso Bejarano, de Brasília
18h47min
O senador goiano, Jorge Kajuru Foto: Pedro França/Agência Senado

Antes do encerramento da sessão do Senado (19h35 minutos, horário de Brasília), desta quarta-feira (22), o senador Jorge Kajuru (PSB-GO) pediu para falar. Com aval do presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP), Kajuru disse que quer o impeachment do ministro Abraham Weintraub (Educação).

O senador goiano afirmou que antes de tomar a decisão que pode derrubar o segundo ministro da Educação na gestão de Bolsonaro – o colombiano Ricardo Vélez Rodríguez foi o primeiro – consultou colegas e soube que o Senado, por regra, tem competência para pedir a cabeça do ministro por meio do pedido de impeachment.

Kajuru disse ainda que o processo seria aberto caso ele conseguisse 41 assinaturas – Senado é integrado por 81 senadores.

Assim que fez a declaração, Alcolumbre encerrou a sessão.

Weintraub já participou de quatro audiências do Congresso Nacional desde que assumiu a pasta, no início de abril passado. Nesta quarta, ele foi à Câmara dos Deputados, onde debateu a Educação com os integrantes da Comissão da Educação.

Houve tumulto na reunião, que terminou depois de uma confusão que envolvera deputados e um grupo de estudantes que queria fazer perguntas ao ministro, que tem sido criticado há uns 15 dias, desde que anunciou cortes no orçamento da Educação, medida que atingiu em cheio as universidades públicas.

 

Veja também