Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Política

VÍDEO: Simone vai pra cima do governo e esculacha gestão do capitão Bolsonaro

Senadora criticou recentes embates envolvendo guru do presidente, Olavo de Carvalho

08 maio 2019 - 08h47Por Celso Bejarano, de Brasília

Recentes discussões envolvendo o escritor Olavo de Carvalho - tido como o guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL) - e uma ala militar que integra o governo federal causou uma irritação extremada na senadora Simone Tebet (MDB-MS), no fim da tarde desta terça-feira (7), na sessão do Senado.

Em discurso, a sul-mato-grossense, que parou o Senado com a sua fala, condenou o confronto e, por fim, esculachou a gestão de Bolsonaro.

“Se o presidente não usar o quepe (boné militar) de capitão estaremos descendo ladeira a baixo. É preciso que o capitão tome as rédeas”, esbravejou a senadora, em tom firme.

Note trecho do irado discurso da senadora:

“O silêncio é uma única resposta a se dar aos tolos, e essa frase não é minha. Quando a ignorância fala, a inteligência não dá palpite. Essa frase não sei de quem é, mas é mais do que oportuna. Aqui todos os colegas se adiantaram, vamos nos agigantar diante da crise, a crise está lá fora. Nós temos uma pauta prioritária do país. Temos 13 milhões de desempregados, 5 milhões de desalentados, o projeto Minha Casa Minha Vida paralisado por falta de recurso e a reforma da Previdência sendo discutida como necessária para o ajuste fiscal para que possamos alavancar a indústria”.

Seguiu a senadora ao mencionar, ainda que sem citar o nome, o escritor Olavo, um dos próximos de Bolsonaro que mais discórdia causou na cúpula presidencial até agora.

“Estamos discutindo a fala de uma pessoa que está paralisando não só o pais, mas o maior parlamento do Brasil”, afirmou a emedebista.

Depois disso, Simone citou o presidente: “vossa excelência não diz quem manda no Executivo. O pátrio poder é do pai e da mãe, não dos filhos”.

Daí a senadora disse que quer apoiar o governo e que, para isso, Bolsonaro “precisa nos ajudar”. Do contrário, continuou Simone, “uma única pessoa deve paralisar o governo, o Brasil”.

Na prática, a senadora pediu imediata reação do presidente: “o capitão [patente de Bolsonaro enquanto atuou no Exército], no imaginário da população brasileira, manda mais que o general”.

Ou seja, o presidente deve falar mais alto e agir com rigor a sua equipe.

Simone Tebet afirmou ainda ter ficado perplexa ao saber pelo noticiário que o Brasil, depois de “muito tempo” ficou fora da relação dos 25 países melhores para receber investimentos.

Simone Tebet esculacha falta de mando do 'capitão' Bolsonaro from Top Mídia News on Vimeo.

Leia Também

Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Política
Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Interior
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Cidade Morena
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá
Polícia
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá