Menu
sexta, 23 de outubro de 2020
Política

Tem grana! Maioria dos candidatos à prefeitura de Campo Grande é milionária

Dos nove cadastrados no site do TRE-MS, apenas um tem menos de R$ 1 milhão

25 setembro 2020 - 09h30Por Rayani Santa Cruz

O perfil dos candidatos à Prefeitura de Campo Grande é de homens ricos. Pelo menos é o que se percebe olhando o registro de bens no site do Tribunal Regional Eleitoral. 

Até o momento, nove candidatos aparecem no sistema e oito deles possuem mais de um milhão em bens. Entre os vices, a maioria é mais humilde, com poucos ou nenhum bem declarado, com exceção do candidato Progressista que possui mais de R$ 5 milhões e do Avante com R$ 1 milhão. Veja o ranking abaixo.

Do Solidariedade, o candidato Marcelo Miglioli é, por enquanto, o “mais rico” e possui o total de R$ 5.358.687,67. Entre os bens estão: R$ 365 mil em quotas empresariais, fazenda de R$ 1 milhão, depósitos, terrenos e casa. A candidata a vice Carlla Bernal tem R$ 290 mil declarados: uma casa e um carro. 

Sergio Harfouche, do Avante, declarou R$ 4.902.171,80 em bens. A maior parte de um pouco mais de R$ 3 milhões corresponde a casas e terrenos. R$ 355 mil são de veículos e o restante é dividido entre fundos, consórcios e aplicações. O vice André Salineiro possui R$ 1.573.171,97 distribuídos em casas, terrenos e veículos.

Dagoberto Nogueira (PDT) tem R$ 3.079.721,17. O deputado tem desde casa, apartamentos e terrenos a herança. Dentre os itens justificados estão: casa em Campo Grande no valor de R$ 326 mil, terreno no Terras do Golfe de R$ 132 mil, fazenda em Miranda de R$ 2 milhões, salas em edifício comercial da Afonso Pena no valor de R$ 40 mil, caminhonete de R$ 105 mil, casa e terreno em São José do Rio Preto, entre outros. A candidata a vice Kelly Costa não tem bens declarados. 

Marcio Fernandes, do MDB, declarou R$ 2.676.406,57 distribuídos em veículos, mais de R$ 1 milhão em casas e terrenos e R$ 1 milhão em espécie.

Candidato pelo PT, Pedro Kemp possui R$ 1.720.978,56 em bens. Ele possui duas casas com valor de R$ 427 mil, veículos de R$ 105 mil e R$ 1,1 milhão em aplicações e poupança. A vice Eloisa Castro declarou R$ 820 mil distribuídos em casa, terreno e carro. 

O candidato Esacheu Nascimento (PP) tem R$ 1.704.494,66 em bens declarados. Ele possui veículos no valor de R$ 54 mil, casa de R$ 700 mil, terreno de R$ 63 mil e o restante em ações, e aplicações de renda. O vice Venicio Leite possui R$ 5.194.000,00, entre imóveis e veículos. 

Guto Scarpanti, candidato pelo Novo, declarou bens de R$ 1.550.500,00. Entre os bens estão uma casa de R$ 550 mil, dois apartamentos totalizando R$ 780 mil, participação em capital social e veículos. A vice Priscila Afonso declarou possuir um carro de R$ 33 mil. 

Marcelo Bluma do PV tem R$ 1.455.057,05 divididos entre: duas casas com valor de R$ 525 mil, terreno de R$ 135 mil e sete salas conjunto de R$ 695 mil e veículos. O vice Pastor Alvarenga não tem bens cadastrados.

Loester Trutis (PSL) declarou que possui R$ 48.036,48. Ele citou que possui R$ 33 mil em espécie e R$ 14 mil em depósitos em duas agências bancárias. A candidata a vice Lilian Durães declarou que possui R$ 365 mil em bens correspondentes a uma casa e um carro. 

 

Leia Também

Assassino que colocou fogo em corpo vai responder só por lesão corporal
Polícia
Assassino que colocou fogo em corpo vai responder só por lesão corporal
Decisão do STF sobre ICMS do gás natural evita perda de R$ 1,2 bilhões para MS
Cidades
Decisão do STF sobre ICMS do gás natural evita perda de R$ 1,2 bilhões para MS
Após jogar 'm*** no ventilador’', cantora pivô de escândalo em igreja apaga live no Facebook
Cidade Morena
Após jogar 'm*** no ventilador’', cantora pivô de escândalo em igreja apaga live no Facebook
Virou moda? Candidato a vereador é preso com R$ 15 mil socados na cueca
Geral
Virou moda? Candidato a vereador é preso com R$ 15 mil socados na cueca