Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
Política

Vendramini assume presidência do PP; Bernal continua no partido a contragosto geral

A nova diretoria foi escolhida a pedido do Diretório Nacional após brigas e divergências na sigla

17 setembro 2019 - 14h54Por Rayani Santa Cruz

Os progressistas de Mato Grosso do Sul terão finalmente, de forma oficial, o deputado estadual Evander Vendramini a frente do partido. Apesar da rejeição geral, o ex-prefeito Alcides Bernal continua como membro filiado.

A presidência é provisória e por tempo indeterminado, após dezenas de reclamações, barracos protagonizados por Bernal e insatisfação. A determinação foi apresentada pela diretoria nacional do PP. 

O novo presidente assume essa semana e a composição da diretoria será: vice-presidente, deputado Gerson Claro; 1° secretário vereador Kennedi Mitrioni de Sidrolândia; e 1° tesoureiro o membro sem cargo público Donizete Aparecido da Silva. 

O progressista disse ao TopMídiaNews que, finalmente, "o partido está em paz" e que o momento é trabalhar o futuro com convites de filiação. Ele evitou falar sobre as deselegâncias de Bernal no último ano e ponderou: “tem que se unir e todo mundo tem seu espaço. O próprio Bernal tem a importância dele”, diz. 

A deputada federal Rose Modesto (PSDB), que pretende disputar a prefeitura de Campo Grande, foi citada e o deputado deixou em aberto a questão de filiações.

“O intuito lógico é lançar candidatura própria nas eleições 2020. O convite está de pé e eles [políticos] precisam ver a questão das janelas partidárias para migrar. Eles serão bem-vindos", comentou.

Vendramini sabe do potencial dos políticos progressistas e, na convenção, em abril de 2020, deve fazer o lançamento da candidatura. O próximo passo, segundo ele, é realizar encontros regionais e atos de filiação nos municípios do Estado.