Menu
sábado, 27 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

Vereadores não receberam documentos e nova Processante fica travada

14 abril 2016 - 13h13Por Dany Nascimento

Mesmo com as afirmações do vereador Airton Saraiva (DEM), que garantiu que estaria reunindo elementos suficientes para a abertura de uma nova Comissão Processante para cassar novamente o prefeito Alcides Bernal (PP), os vereadores destacam que nenhum documento oficial foi apresentado na Casa de Leis.

O vereador Vanderlei Cabeludo do PMDB afirma que tudo está sendo avaliado através de discussões parlamentares, sem a apresentação de documentos oficiais.

"Tudo está sendo resolvido ainda, está sendo avaliado pelos colegas, mas não temos nenhum documento oficial ainda para que a Comissão seja aberta. Pelas conversas que eu vi, sei que tem número de assinaturas necessárias para que ocorra a cassação, mas temos que aguardar comprovações documentais para que a Comissão seja aberta", diz o peemdebista.

Assim como Cabeludo, o vereador Alex do PT, demonstra 'estar cansado de Bernal', afirma que nenhum documento oficial foi protocolado na Casa. "Pelo que eu sei, não temos nenhum documento oficial ainda, vejo conversas sobre os erros do prefeito, mas ainda não temos nada oficial".

Concordando com as afirmações dos colegas parlamentares, o vereador Carlão (PSB) afirma que para que a Comissão seja aberta, documentos com embasamento jurídico devem ser apresentados e discutido entre os vereadores diante de possíveis crimes de improbidade administrativa cometida pelo atual Chefe do Executivo.

"Por enquanto não temos nenhum documento sobre isso, vejo que para isso acontecer será necessário documentos com embasamento jurídico, se isso acontecer, acredito que a maioria dos colegas votam para a cassação do prefeito. Se não tiver embasamento deixa ele terminar o mandato dele e ser avaliado pelo povo".

Carlão destaca que 'Bernal não deveria ser Chefe do Executivo', já que não possui capacidade para administrar uma Capital e lamenta sua recondução ao cargo de prefeito. "O Bernal não deveria nem estar ai, foi recondicionado ao cargo através de liminar e temos que respeitar, mas ele realmente não merece ocupar o cargo de prefeito porque não traz harmonia para os poderes, despreza as classes trabalhistas, coloca uns contra os outros, médico contra dentista, dentista contra médico".