Menu
terça, 01 de dezembro de 2020
Política

Vice de Siqueira é de família envolvida com lavagem de dinheiro e jogo do bicho

Pais de Rhiad Abdulahad foram denunciados por coordenação de jogos de azar; candidato fala em não condenação e hoje advoga contra a família Name

19 outubro 2020 - 07h00Por Vinícius Squinelo

O candidato à Prefeitura de Campo Grande Vinícius Siqueira (PSL) mirou no Paço Municipal, mas parece que acertou no “gato”. Com programa de governo baseado no combate à corrupção, Siqueira tem como vice nome com família envolvida com caça-níqueis na Capital e com o jogo do bicho na fronteira.

O vice na chapa pesselista é o advogado Rhiad Abdulahad, filho do empresário José Eduardo Abdulahad e da vereadora por Ponta Porã, Neli Aparecida Souza Abdulahad. Em 2013, os pais de Rhiad foram denunciados pelo Ministério Público do Estado, após investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), por suposta coordenação de jogos de azar no Estado e lavagem de dinheiro.

O pai do candidato do PSL seria o proprietário da casa de jogos batizada de “Gato Preto”, em Ponta Porã. No local Abdulahad coordenaria as ações do jogo do bicho.

Já a função da mãe de Rhiad, ainda de acordo com a denúncia, seria a lavagem do dinheiro proveniente da atividade criminosa, ou seja, a ocultação e dissimulação dos bens e valores. As investigações apontaram que Neli emprestava sua conta bancária para o recebimento de recursos ilícitos.

Ainda segundo o Gaeco, o COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) informou que a conta de pessoa física de Neli Aparecida foi beneficiária de valores oriundos de contas bancárias de empresas de “fachada” para movimentar o dinheiro da quadrilha.

O Gaeco apurou ainda que para operar “cassinos” em Campo Grande, a organização teria que pagar uma espécie de “pedágio” à família Name, também investigada por operação do jogo do bicho. No processo há, inclusive, uma foto do dia 21 de dezembro de 2012, do encontro para, segundo as investigações, tratar da operação. Nele estiveram presentes José Eduardo, o filho Hiad, José Renato da Luz Fabrício, Sidgley Gonçalves Fernandes de Morais e um homem identificado como Paulo Jorge, que representaria a família Name.

Na época, diante da gravidade da denúncia, o Tribunal de Justiça do Estado acatou a prisão preventiva de José Eduardo Abdulahad. Neste período, o filho do casal e atual candidato à vice-prefeito de Campo Grande, Rhiad, formou-se em Direito e foi contratado pelo escritório Cabral Gomes & Thronicke Advogados Associados, no qual uma das sócias é a senadora Soraya Thronicke (PSL).

Soraya foi uma das maiores apoiadoras da candidatura de Vinícius Siqueira e Rhiad à Prefeitura de Campo Grande e chegou a romper com o ex-aliado e deputado federal Loester Trutis (PSL).

Neste ano, Rhiad ingressou, junto com o sócio, amigo e 2º suplente da senadora Soraya, o advogado Danny Fabrício Cabral Gomes, com ação cobrando R$ 5,3 milhões do empresário Jamil Name, também acusado de operar esquema de jogo do bicho e preso. Os advogados defendem o ex-proprietário de imóvel no bairro Monte Líbano onde foi apreendido arsenal de guerra e deu início a operação Omertà.

OUTRO LADO
Rhiad se posicionou em vídeo nas redes sociais, assista clicando aqui.

Leia Também

Fatal: óbitos por covid-19 no Brasil chegam a 173 mil
Geral
Fatal: óbitos por covid-19 no Brasil chegam a 173 mil
Jovem que fraturou coluna ao cair de moto aguarda cirurgia na Santa Casa
Interior
Jovem que fraturou coluna ao cair de moto aguarda cirurgia na Santa Casa
Rússia começa a vacinar população contra a covid-19
Geral
Rússia começa a vacinar população contra a covid-19
Marquinhos Trad anuncia 13º salário para 16 de dezembro
Cidade Morena
Marquinhos Trad anuncia 13º salário para 16 de dezembro