(67) 99826-0686

Consumidores reclamam de filas 'gigantescas' para pagar estacionamento em shopping da Capital

Um dos clientes relata que aguardou mais de 20 minutos para realizar o pagamento da tarifa

7 DEZ 2016
Kerolyn Araújo
17h10min
Foto: Geovanni Gomes

Os clientes do shopping Campo Grande, localizado na Avenida Afonso Pena, usam as redes sociais para reclamar da má qualidade do serviço de estacionamento. Um dos consumidores ouvidos pelo TopMídiaNews relata que ficou mais de 20 minutos para conseguir pagar a tarifa para deixar o carro no estabelecimento. O caso ocorreu na tarde desta quarta-feira (07).

Conforme o economista Tiago Queiroz de Oliveira, 32 anos, a situação no local é de descaso com os clientes, já que todos os guichês para pagamento de estacionamento estão sempre cheios. "Pagamos caríssimo para ficar na fila por mais de vinte minutos. Não tem caixa o suficiente para todos", reclamou.

De acordo com Tiago, outro problema do shopping Campo Grande é a falta de caixa preferencial para os pagamentos. "Nunca tem gente para atender os idosos, mães com crianças pequenas no colo. É muita falta de respeito com os clientes", ressaltou.

Além da falta de caixas para suprir a demanda do shopping, clientes também reclamam da falta de manutenção do teto do local, que sempre goteja quando chove. Em outubro, tanto o primeiro quanto o segundo piso precisaram ser sinalizados com alertas para que clientes e funcionários não escorregassem com a água no piso.

Enquete feita pelo TopMídiaNews em junho deste ano, perguntava qual dos shoppings de Campo Grande os leitores achavam que o valor cobrado pelo estacionamento era mais exorbitante. O Shopping Campo Grande liderou as reclamações, com 92% dos votos.

Além disso, em março, o local foi alvo de ação judicial ingressada por um jovem de 20 anos, solicitando indenização por danos morais, após ter sofrido suposta agressão por seguranças do shopping. O rapaz alega que foi abordado agressivamente pela equipe de segurança do local em 2015, ao observar o movimento de pessoas no guard rail da praça de alimentação.

Veja também