Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Saúde

Com doença rara, pais pedem ajuda para custear transplante e salvar vida de Yuri

Pais precisam arrecadar R$ 300 mil para fazer transplante do filho em São Paulo ou em Curitiba; Estado da criança é grave

22 fevereiro 2019 - 17h00Por Rodson Willyams

Os pais dos pequeno Yuri Faria Torres da Silva, de 2 anos, lutam contra o tempo e precisam arrecadar cerca de R$ 300 mil para levar o filho para fazer um transplante de medula óssea em São Paulo ou no Paraná. O menino foi diagnosticado com uma doença rara, mas ainda sem identificação. Caso chegou até ser debatido em congresso de médicos oncologistas no país, mas sem resultados sobre o que seria a doença.

Segundo o pai, o vendedor Wagner Farias, de 34 anos, o menino está internado no isolamento da Santa Casa e o caso é muito grave. "Ele já está com leucemia, os médicos fizeram o tratamento com purpura, mas não deu resultado, fez quimioterapia, mas não respondeu a nenhum dos tratamentos. E não temos tempo de esperar pelo SUS", explica.

Emocionada, a mãe do menino, Mayara Torres, revelou que, desde julho do ano passado, o menino tem feito o tratamento. "Ele começou com uma dor de garganta. Nós levamos ele no médico, por 30 dias, ele tomou antibiótico e não deu certo. Depois, os médicos fizeram um hemograma e constataram que ele estava com as plaquetas baixas. Fizeram tratamento com purpura e não deu certo. Nas quatro pulsões de medula que fizeram não apresentou nada", explica.

Wagner ainda revelou que os médicos acreditam que a criança teria uma doença genética. "Levaram o caso dele até uma conferência de oncologistas. E, mesmo lá, não conseguiram saber exatamente o que ele tem".

A mãe afirma que precisa reunir o dinheiro o quanto antes. "Nós precisamos desse dinheiro até semana que vem. Por isso, estamos pedindo qualquer ajuda. Como ele já tem a leucemia, o caso dele pode se tornar mais três doenças: mielodisplasia, leucemia crônica, leucemia ligada às plaquetas. Temos pressa porque corre o risco de não dar tempo e a doença chegar".

Para quem puder ajudar, pode fazer a doação de qualquer quantia nesta conta. Banco do Brasil: Agência 3497-5. Conta Corrente: 227990-8. CPF: 009.056.851-64. Nome: Mayara Torres da Silva. Dos R$ 300 mil que precisam, o casal reuniu até o momento R$ 2 mil. O casal ainda criou a Vakinha Social. Basta clicar aqui. 

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar