(67) 99826-0686
Think Educaçao 13/07 a 17/07

Alerta para mães: teste do pezinho deve ser feito o quanto antes para evitar sequelas em bebês

A rapidez no exame pode evitar problemas futuros, que podem perdurar por toda a vida

20 ABR 2019
Dany Nascimento
15h15min
Foto: André de Abreu

Muitas pessoas têm conhecimento de quem um recém-nascido precisa fazer o teste do pezinho nos primeiros dias de vida, mas o que muitas mamães não sabem, é que a rapidez para fazer o exame pode evitar sequelas futuras. De acordo com a coordenadora geral do IPED (Instituto de Pesquisas, Ensino e Diagnóstico da APAE), Josaíne de Souza Palmieri, o recomendável é realizar o teste do terceiro ao quinto dia de vida.

“É importante fazer ele o quanto antes, respeitando esse prazo porque a criança tem que ter sido amamentada. Se tiver alguma alteração, o teste feito logo no início, a criança é tratada, não fica com sequela. O Hipotireoidismo Congênito é uma das doenças que pode sequelar as crianças e tem como reverter se vier para tratamento o quanto antes, assim como várias outras doenças”, explica a coordenadora.

Segundo Josaíne, o teste do pezinho marca a realização de sete exames em Mato Grosso do Sul. “Hoje o Ministério da Saúde preconiza seis exames, mas em Mato Grosso do Sul são realizados sete: TSH (Hipotiroidismo Congênito), toxoplasmose congênita, PKU, 17 OH progesterona, IRT (Fibrose Cística), Variantes da Hemoglobina e  biotinidase”.

Caso algum recém-nascido seja diagnosticado com uma das doenças citadas acima, a coordenadora destaca que existe uma equipe médica de pronto atendimento no local. “As mães são orientadas a iniciar o tratamento na APAE. É feito serviço de busca ativa, quando dá alterado exame, trazemos o paciente para confirmar o resultado, colhe aqui ou no município que o paciente reside. Confirmando esse resultado, trazemos o paciente de imediato, sem regulação, quanto antes é melhor”.

Para as mães que deixaram o local de nascimento e ainda não realizaram o teste, Josaíne explica que a APAE realiza no ato da procura. “Pode vim direto aqui realizar o teste, mesmo que não tenha feito o primeiro lá. Mesmo que faça, pode também. Temos uma unidade aqui, outra na esquina da maternidade Cândido Mariano”.

Veja também