FIEMS JUNHO

terça, 25 de junho de 2024

Busca

terça, 25 de junho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Saúde

há 1 semana

Empresa nega negligência em home care e diz que médico que assinou contratos é 'apenas investidor'

Segundo a defesa, a Cuidar Mais vai apresentar documentos comprovando que o serviço foi prestado corretamente

A empresa Cuidar Mais Home Care nega negligência no atendimento ao motorista Reinaldo Nogueira Júnior, morto em 2023. Também alega que o médico oncologista Amauri Ferreira de Oliveira é apenas investidor do empreendimento, sendo que a vinculação dele ao caso é 'desproposital', apesar de ele assinar contratos com a prefeitura divulgados em diário oficial.

Segundo a defesa da Cuidar Mais, “a matéria em questão trata-se de uma versão unilateral da Sra. Maria Benedita Garcia Leite, onde ao menos ocorreram buscas pelas fontes confiáveis ou esclarecimentos dos fatos dos representantes legais da empresa HOME CARE ou o Dr. Amauri”.

Na reportagem, a mãe de Reinaldo alegou que a empresa descumpriu contrato com a prefeitura de Campo Grande, que previa acompanhamento 24 horas, e deixou de fornecer parte dos remédios e curativos necessários no atendimento do paciente. Em resposta, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) havia informado que verificou o contrato e não encontrou irregularidades ou registro de reclamações, prometendo ampliar a fiscalização sobre o serviço.

A defesa da Cuidar Mais garante que, “ao contrário do que descrito na matéria publicada, em nenhum momento houve negligência no atendimento realizado ao paciente Reinaldo Nogueira, estando esta afirmação carreada de conteúdo probatório em posse da empresa HOME CARE, sendo estes, áudio, testemunhas, prontuários médicos, entre outros”.

A empresa alega, ainda, que o jornal não buscou fontes confiáveis e imparciais e que “possui ampla documentação probatória, no qual será apresentada em momento oportuno, desmentindo as acusações realizadas”. O conteúdo da denúncia foi classificado como “totalmente inverídico, calunioso e difamatório”.

Quanto ao médico Amauri Ferreira de Oliveira, a defesa da Cuidar Mais diz que ele ficou surpreso ao tomar conhecimentos de “acusações infundadas e mentirosas imputadas em seu desfavor”. Também afirma que ele não deveria ter sido relacionado ao caso sozinho, apesar de constar como representante da empresa em contratos firmados com a prefeitura de Campo Grande. Veja o documento oficial:

Médico oncologista Amauri Ferreira de Oliveira e Reinaldo, falecido em 2023

“Além do mais, houve utilização indevida da imagem do Dr. Amauri, uma vez que o mesmo trata-se de sócio investidor, certo que no quadro societário da empresa HOME CARE, possuem 04 (quatro) sócios que integram o capital social, sendo vinculada, de forma indevida e maliciosa, apenas a imagem do Dr. Amauri, com o único intuito de difamar sua imagem”, diz a defesa.

Segundo o advogado da Cuidar Mais, “Dr. Amauri é apenas o sócio investidor, onde jamais ocupou o cargo de administrador da empresa HOME CARE¸ assim, vincular única e exclusivamente sua imagem a empresa, torna a matéria maliciosa, com o único intuito de denegrir sua imagem, seja por qualquer motivo”.

“Nota-se que não houve por parte de Vossa Senhoria qualquer cuidado em verificar o real quadro societário da empresa, apenas vinculando a imagem de um sócio investidor, sem ao menos citar os demais, sendo certo que, a acusação imposta foi sobre a pessoa jurídica (HOME CARE), não a pessoa física do Dr. Amauri”.

Por fim, destaca que Maria Benedita Garcia Leite, mãe de Reinaldo Nogueira Júnior, não conhece o sócio da Cuidar Mais, conforme a própria informou através das redes sociais, “onde afirma, categoricamente, que jamais mencionou o nome do Dr. Amauri, que nem ao menos conhecia o profissional, apenas fazendo acusações sobre a empresa”. 

Não há, porém, no texto, nenhuma referência a interação entre mãe de paciente e sócios da empresa, apenas funcionários. Mas, como mostrado anteriormente, o médico em questão assina documentos com a Prefeitura de Campo Grande.

Médico oncologista Amauri Ferreira de Oliveira e Reinaldo, falecido em 2023

“Ou seja, por Vossa Senhoria, houve de forma difamatória, sem ao menos ser mencionada pela titular da matéria, a Sra Maria (sendo essa a titular, pois não houve qualquer procura da empresa e do Dr. Amauri para tentar elucidar os fatos) a vinculação da imagem do Dr. Amauri, sem qualquer acusação contra esse, sendo mencionado apenas a figura da pessoa jurídica, sem ao menos mencionar a existência de demais sócios”, diz a defesa.

A reportagem completa está disponível aqui. 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO