TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Top Esporte

Atleta de MS está na lista de jovens mais promissores da Forbes

Ele brilhou no maior evento esportivo do mundo ao conquistar duas medalhas de ouro e quebrar recordes

04 janeiro 2022 - 14h00Por Diana Christie

De Mato Grosso do Sul para o mundo, o atleta paraolímpico Yeltsin Jacques está na lista Under 30 da Forbes Brasil, que destaca os jovens de até 30 anos mais promissores do país. Ele brilhou no maior evento esportivo do mundo ao conquistar duas medalhas de ouro e quebrar recordes.

“Que alegria participar da revista mais importante do mundo. Nunca duvide dos seus sonhos, olha eu aí, quem diria estar na Forbes BR, ser reconhecido pelos seus méritos, por sua luta, por tua história e pela conquista de um grupo porque sozinho jamais ia chegar onde estou. Muito obrigado. Só tenho agradecer a Deus e cada um que me apoiou até aqui, muito obrigado, vitória de todos”, publicou o atleta.

A equipe de jornalistas da Forbes, com a colaboração de especialistas, selecionou seis representantes (que por vezes são formados por duplas ou trios) de cada uma das 15 categorias – com exceção de Esportes, que, graças à boa atuação da delegação brasileira na Olimpíada de Tóquio, teve o número de homenageados duplicado.

Segundo a revista, eles foram avaliados e escolhidos entre aqueles que se inscreveram (ou foram indicados por terceiros) na plataforma Under 30 do site da Forbes, entre aqueles sugeridos pelos especialistas consultados e entre os que emergiram do trabalho de pesquisa e curadoria da equipe Forbes.

Cada candidato é avaliado segundo critérios e métricas objetivos e subjetivos, como faturamento, valor de mercado, aportes recebidos, número de seguidores nas redes sociais, alcance e impacto social, criatividade, ineditismo, disrupção e relevância no respectivo setor, entre outros. A lista é apresentada por SingularityU Brazil e tem patrocínio de Reserva e Volvo.

As categorias são: Arquitetura, Design e Urbanismo; Artes dramáticas; Artes plásticas e Literatura; Ciência e Educação; Esportes; Finanças; Gastronomia; Indústria; Marketing e Publicidade; Moda; Música; Tecnologia e Inovação; Terceiro setor e Empreendedorismo social; Varejo e E-commerce; Web e E-sports.

100° medalha do Brasil

Yeltsin ganhou a primeira medalha nos 5.000 metros rasos da classe T11 - atletas com deficiência visual, com baixa ou nenhuma visão, no dia 26 de agosto de 2011. Na ocasião, Yeltsin fechou a prova com 15min13s12, melhor marca das Américas.

O campo-grandense ainda escreveu mais um capítulo da linda história que foi as paralímpiadas em solo japonês. Ele foi o responsável por garantir a centésima medalha de ouro da história do Brasil na competição ao vencer os 1.500 metros rasos com quebra no recorde mundial.

Jacques conquistou o lugar mais alto do pódio com a marca de 3min57s60, superando a marca daquela prova que era de Samwel Kimani, na Paralímpiada de Londres, em 2012, com a minutagem de 3min58s37.