(67) 99826-0686
PMCG Janeiro

Enelvo Felini toma posse como deputado estadual e busca audiência com Azambuja

O novo deputado afirmou que pretende continuar com alguns assessores de Flávio Kayatt

16 NOV 2017
Dany Nascimento e Airton Raes
11h09min
Foto: Airton Raes

Enelvo Felini tomou posse como deputado estadual na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), na manhã desta quinta-feira (16), pelo PSDB (Partido Social Democrático Brasileiro). Ele assume o lugar de Flávio Kayatt (PSDB), que renunciou ao cargo para ser conselheiro do TCE (Tribunal de Contas Estadual).

Sobre a elaboração de projetos, o novo deputado destaca que ainda não tem projetos em mente, mas seu principal objetivo é lutar pela agricultura familiar. “Ainda não tenho ideia de projeto para apresentar, mas quero defender a agricultura familiar, quero achar maneiras que deixe a agricultura familiar menos dependente do governo federal e do governo do Estado. Hoje 80% dos alimentos do Estado são importados de outros estados, nós temos a capacidade, através da agricultura familiar de ter esses alimentos produzidos aqui”, disse o tucano.

Questionado sobre ter equipe montada para colaborar com mandato, o parlamentar afirma que ainda não completou o cargo e pretende continuar com alguns funcionários de Kayatt. ”Não tenho equipe montada, liguei para os funcionários do Kayatt  para trabalharem hoje. Eu quero aproveitar alguns ex-assessores e também trazer uma equipe própria. Vou trazer como assessor a pessoa que ocupada o cargo de chefe de gabinete na Agraer”.

Felini era diretor presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e destaca ainda que pretende buscar diálogo tanto com Kayatt, como com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). “Ainda não conversei com o Kayatt, pretendo conversar depois e ainda não conversei com o governador, mas quero marcar uma audiência para conversar sobre o plano de governo. Espero não ter dificuldade de marcar uma audiência com o governador”.

Representando Azambuja durante a posse, o titular da Semade (Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico), Jaime Verruck afirmou que o governador não conseguiu comparecer devido a agenda extensa que cumpre nesta quinta-feira. “Estava decidido desde terça-feira que eu viria representar, até porque Agraer é ligada a Semade e devido a agenda, o governador não conseguiu se fazer presente”.

Enelvo assume 16 meses de mandato e no primeiro dia como deputado, já pensa em se reeleger. “Espero que o partido decida que eu dispute reeleição”.

Veja também