TJMS - Setembro
(67) 99826-0686

Parlamentar denuncia incentivo à homofobia de pais de alunos contra diretores de escola

Pai teria postado ofensas a diretores em redes sociais

13 MAR 2018
Rodson Willyams
13h23min
Foto: Arquivo TopMidiaNews

O vereador Valdir Gomes (PP), presidente da Comissão Permanente de Educação e Desporto, da Câmara Municipal, denunciou durante a sessão desta terça-feira (13), mais um caso de homofobia ocorrido em Campo Grande. O caso teria como alvo diretores de uma escola municipal localizada no Bairro Aero Rancho.

Valdir contou que o pai de um aluno publicou na rede social ofensa contra o diretor de escola. O homem identificado como Elly Abreu teria se aproveitado de uma brincadeira da internet, o 'diz ser' e teria desferido ofensas aos diretores. "Diz ser cria da escola w.t.r mas nem [sabe] que o diretor é viado", teria publicado na rede, que depois foi apagada.

"Não vou permitir abuso contra as minorias. Não tenho como recuar diante desta polêmica. Chamou a diretora da escola de sapatão, o diretor de viado. As pessoas não têm o direito de macular os indivíduos. Aonde é que não tem gay em Campo Grande? Agora, todo mundo merece respeito", criticou.

Valdir disse que aconselhou a vítima a abrir um boletim de ocorrência contra o agressor, que foi registrado na Depac Piratininga como difamação. "Imagina, ele chamar as pessoas de sapatão, e as crianças de 8 e 10 anos, perguntando o que é isso. Todo mundo merece respeito e ninguém tem o direito de colocar isso desta forma".

Apoio

O vereador recebeu apoio de colegas. Pastor Jeremias Flores (Avante), que falou em respeito. "Todo cidadão tem que ser respeitado e tem o direito de ir e vir".

Dharleng Campos (PP) também repudiou a decisão e falou em inclusão. Eduardo Romero (Rede) destacou  que é preciso acabar com a "cultura ao ódio", finalizou.

Veja também