TCE - Agosto
(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

“Contratei uma barriga de aluguel, mas agora não quero ficar com o bebê”, diz mãe

Motivo: casal notou que o recém-nascido não se parecia com eles

13 AGO 2019
Da redação/Portal Bebê Mamãe
10h55min
Foto: Ilustração/André de Abreu

Um casal está gerando grande polêmica ao não querer ficar com o bebê que tiveram após anos tentando engravidar. Em um post feito na rede social Reddit, o pai explicou que sua esposa de 43 anos não podia mais engravidar após ter sofrido diversos abortos espontâneos.

Por isso, eles contrataram uma mulher para ser barriga de aluguel. O caso ocorreu nos Estados Unidos onde é possível contratar uma mulher para fazer isso. Vale lembrar que no Brasil, a barriga de aluguel precisa ter um parentesco com a família e não deve receber por isso. Então, a clínica implantou um embrião do casal no útero da barriga de aluguel, ou ao menos era o que eles pensavam.

Ocorre que quando a criança nasceu, o casal notou que o recém-nascido não se parecia com eles. “Nós pagamos muito dinheiro para a barriga de aluguel e para a clínica de fertilização in vitro. A mulher que foi nossa barriga de aluguel era muito legal e tudo correu bem até o parto. Minha mulher e eu estávamos tão animados no dia do parto! Mas assim que a criança nasceu percebemos que havia algo errado. Eu e minha esposa somos loiros e de olhos azuis e a criança nasceu com o cabelo preto e olhos castanhos”, afirmou o pai.

O casal pediu para que fosse feito um exame de DNA. “O exame revelou que eu não era o pai biológico da criança, mas minha esposa era a mãe”, explicou ele. A clínica de fertilização então constatou que havia ocorrido um erro na hora da fertilização in vitro. Eles usaram o óvulo correto, mas o espermatozoide de outro homem.

Portanto, biologicamente o pequeno é filho apenas da mulher. Legalmente, a criança é filha do casal. “Eu e minha esposa ficamos devastados com a notícia. Não é uma questão de raça, mas sim da criança não ser meu filho. A clínica nos disse que o espermatozoide veio de um doador que eles tinham lá no banco de doadores deles e que não podiam revelar quem era”, afirmou o pai.

O homem ainda disse que mesmo a criança sendo biologicamente filho de sua esposa, eles vão dá-la para adoção! “Nós somos os pais legais da criança e não vamos forçar a barriga de aluguel a assumir isso, até porque ela já tem cinco filhos e não teria condições. Nós vamos dar a criança para a adoção. Já estamos em contato com uma agência de adoção para encontrar um lar amoroso para essa criança”, concluiu o pai.

O relato gerou grande indignação dos internautas. “Eu entendo que esta situação é terrível. Mas se eu fosse sua esposa eu jamais daria um filho meu para a adoção, ainda mais uma criança tão desejada! Se vocês queriam tanto um filho ao ponto de procurarem uma barriga de aluguel, vocês não deveriam se importar tanto assim com o fato dele não ser o pai biológico. Pai não é DNA, é amar e criar uma criança”, comentou uma internauta.

Outra internauta ainda disse: “Eu entendo que a clínica de fertilização errou e acho que vocês devem processá-los. Mas como vocês têm a coragem de não assumir a responsabilidade por essa criança?! Algumas pessoas realmente não entendem o que significa paternidade e maternidade”.

Veja também