TJMS SETEMBRO
Menu
quinta, 16 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
GOV Set - mais social
Campo Grande

CCZ 'tortura' cachorro e causa revolta em Campo Grande

Animal havia sido abandonado há alguns dias e mulher conseguiu evitar que ele fosse levado para o CCZ

15 setembro 2021 - 15h00Por Vinicius Costa

Uma mulher usou as redes sociais para denunciar o tratamento de dois funcionários da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), que usaram da força excessiva para tentar recolher o animal e encaminha-lo para o CCZ (Centro de Controle e Zoonose).

O episódio aconteceu nesta segunda-feira (13), na Vila Margarida, em Campo Grande.

Segundo o relato da testemunha no grupo Aonde Não Ir em Campo Grande, ela e uma amiga notaram a presença de um cachorro abandonado perto da casa da colega e ouviram de vizinhos que o animal havia sido colocado naquela situação no sábado (11).

Em sua reclamação, a mulher explicou que algumas pessoas estavam tentando oferecer água e comida, mas o bicho evitava maiores proximidade. Porém, dois funcionários em um veículo da Sesau chegaram no local para recolher o animal e levá-lo ao CCZ.

De acordo com a denunciante, ela pediu um auxílio dos funcionários para ser colocado uma coleira no animal, pois a intenção era levar o cachorro para uma clínica e avaliá-lo para uma futura adoção.

No entanto, ainda conforme o relato, a mulher explicou que o animal não reagia, não estava agitado, mas rosnava por estar assustado com a situação ao tentar colocar a coleira. Mesmo assim, os dois funcionários teriam usados dois enforcadores para tentar agarrar o pescoço e depois teriam colocado um pedaço de madeira na boca do animal.

A mulher e as demais pessoas que acompanharam a situação pediram para que os funcionários soltassem o cachorro. Com a liberação, a reclamante assinou um termo e a equipe foi embora do local.

"Nunca vi tanta violência com um animal que não oferecia resistência, pois nem andava, mas estava assustado, que rosnava por medo, mas que estava quieto, sem intenção de fuga", reclamou.

Para o TopMídiaNews, a mulher disse que o animal segue internado e está com a doença do carrapato, além dos ferimentos causados pelo ato dos funcionários, segundo a versão dela. "Não tinha necessidade de tal brutalidade", acrescentou.

Após o episódio, a mulher contou que conseguiu uma focinheira e colocou de maneira tranquila e sem causar danos no animal. "Não sabemos se esse cachorro é de rua, se está perdido ou se realmente abandonaram ele desde sábado como comentaram a vizinhança. Mas ele encontrou humanos de verdade e levamos a uma clínica onde ele está internado e estamos vendo uma família para adota-lo".

Outro lado

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Campo Grande para pedir um posicionamento, porém nenhum retorno foi encaminhado.

 

Leia Também

Amigos se despedem de Zé Pretim, que morreu no aniversário de B.B. King
In Memoriam
Amigos se despedem de Zé Pretim, que morreu no aniversário de B.B. King
Garota deixou mensagem para mãe antes de ser morta: "Mainha, volto hoje"
Geral
Garota deixou mensagem para mãe antes de ser morta: "Mainha, volto hoje"
Primavera: meteorologia diz que chuvas ficarão abaixo da média em MS
Cidades
Primavera: meteorologia diz que chuvas ficarão abaixo da média em MS
Que nojo: cliente encontra dedo ao comer lanche na Bolívia
Geral
Que nojo: cliente encontra dedo ao comer lanche na Bolívia