TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 02 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Com equipe exclusiva, PF quer elucidar logo o 'caso Trutis' em Campo Grande

Carro onde estava deputado federal foi alvo de rajada de tiros

13 abril 2020 - 07h00Por Thiago de Souza

A Polícia Federal, responsável por investigar o atentado contra o deputado federal Tio Trutis (PSL-MS), ocorrido em 16 de fevereiro deste ano, na saída de Campo Grande para Sidrolândia, disse que colocou uma equipe exclusiva para apurar o caso.

A corporação diz que trata a elucidação do crime como ''prioridade'' e não divulgou nenhum andamento da investigação até o momento.

Relembre

Em discurso inflamado na tribuna da Câmara Federal, Trutis disse que ''grupos políticos'' que financiam campanhas eleitorais e que dominam a cena em Mato Grosso do Sul há décadas podem estar por trás do atentado.

15 dias após o atentado, Trutis seguiu para Sidrolândia, a 70 Km de Campo Grande, onde iria quanto sofreu o ataque.

Trutis mostra carro atingido por tiros. (Foto: Reprodução Facebook)

O crime

Trutis e sua equipe saíam de Campo Grande na manhã de um domingo em direção a Sidrolândia, para um compromisso político, quando um outro veículo teria se aproximado e disparado cerca de nove tiros contra o carro dele, um Honda Civic.

O deputado revidou o ataque e atirou contra os agressores usando uma pistola .380. O carro de Trutis ficou crivado de balas e nenhuma pessoa foi atingida. Os suspeitos teriam fugido depois do ataque.