Maracaju III agosto verde 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quarta, 17 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
Política

ACABOU A MAMATA: Trutis encampa pré-campanha da própria assessora, que nem em MS mora

Ela nasceu e reside em Brasília, mas é apontada como candidata do deputado, aquele que diz que mulheres gostam ‘de dar o furo’

03 março 2020 - 10h06Por Vinícius Squinelo

Nascida e residente no Distrito Federal, a advogada Raquelle Lisboa Alves agora tenta aventuras em outros Estados, assumindo o Movimento Conservador de Mato Grosso do Sul. O motivo é a ligação com o deputado federal Loester Truris (PSL), de quem é comissionada na Câmara dos Deputados, com salário de quase 15 mil reais. 

Nos bastidores, Raquelle é apontada como o nome de Loester para pré-candidata a vereadora em Campo Grande, tentando viabilizar uma possível vaga na Câmara. Porém, ela ainda sequer é filiada a partidos políticos.

Nas redes sociais – grande instrumento usado pelo PSL de Loester – Raquelle já tem fanpage, criada recentemente, e com endereço de atuação na Capital. O próprio deputado federal faz questão de convidar os apoiadores a curtirem a página da funcionária.

Raquelle é comissionada de Loester desde fevereiro do ano passado. Entrou ganhando R$ 5.271,20, hoje tem salário mensal de 14.485,18 reais mensais. Ela é uma das 13 pessoas que atuam junto ao deputado.

NAS MÍDIAS
Nas redes sociais, Raquelle Lisboa se identifica como parte do Movimento Conservador de Mato Grosso do Sul, com endereço de atuação na rua João Pedro de Souza, mas celular de Brasília.

Ainda no Facebook, faz questão de exibir um extenso currículo: “Graduada em Direito, Formada em Inglês e Espanhol, Assessora no Supremo Tribunal Federal com conhecimento de todos os temas de repercussão geral, Advogada em um dos maiores escritórios de Brasília especialista em Direito Constitucional e Tributário, Assessora na Câmara dos Deputados, Advogada da Frente Parlamentar Armamentista, Advogada da Frente Parlamentar em prol da Iniciação Científica, Experiência internacional, Advogada e consultora do Movimento Conservador do Mato Grosso do Sul, Segunda graduação em Gestão Pública, Pós graduanda em Direito Constitucional e Políticas Públicas”.

Agora é acompanhar se vai mesmo ser candidata em Campo Grande.