TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quinta, 30 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Campo Grande

Médico 'tarado do UPA' paga R$ 15 mil de fiança, mas está proibido de atuar na prefeitura

Duas vítimas já o denunciaram

03 julho 2020 - 18h02Por Thiago de Souza

O médico de 33 anos, suspeito de duas importunações sexuais, em UPAs de Campo Grande, teve a liberdade concedida pela Justiça, nesta sexta-feira (3), após fiança de R$ 15 mil.  

O suspeito passou por audiência de custódia, onde ficou decidido que não há razões para mantê-lo preso. No entanto, o juiz Alexandre Antunes da Silva determinou que ele seja afastado das atividades na Secretaria de Saúde, por risco de cometer novos crimes. 

Casos

Nesta quinta-feira (2), o médico, que atendia na UPA Santa Mônica, foi preso em flagrante após esfregar o pênis na mão de uma adolescente de 15 anos. A garota saiu correndo e chorando da sala, após o crime. 

A vítima chamou um tio que é policial militar e levou o caso até a Polícia Civil. O médico negou as acusações. 

Após a divulgação da prisão dele, pelo TopMídiaNews, uma segunda vítima apareceu. Ela é babá e disse que no dia 15 de junho foi atacada da mesma maneira pelo profissional, que esfregou o pênis na mão dela, enquanto estava deitada de costas. 
Sobre esse caso, a polícia está em vias de chama-lo para prestar depoimento.