TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Professores denunciam desorganização e erros em seleção de convocados em Campo Grande

Mais de 13 mil professores concorreram às vagas complementares da rede municipal de ensino da Capital

13 dezembro 2021 - 15h22Por Antonio Bispo

O processo seletivo realizado nesse domingo (12), em Campo Grande, que reuniu mais de 13 mil professores em busca de vagas complementares para compor o quadro das escolas municipais da cidade, gerou uma onda de protestos por conta da má organização e dos erros contidos nas provas.

Diversos professores, que não serão identificados na matéria, enviaram mensagens à redação do TopMídiaNews relatando os vários erros na organização e na elaboração do certame.

Em um grupo de mensagens, muitos candidatos relataram a falta de preparo dos fiscais que aplicaram as provas nas 32 escolas da cidade.

"Não tinha nem quem me acompanhasse ao banheiro, e as fiscais estavam brigando entre si", comentou uma professora.

Outra candidata relatou que o conteúdo das provas estava fora do padrão exigido para um simples processo seletivo.

" Foram cobradas como se fosse concurso. Por ser um processo seletivo, não necessitaria de algo tão complexo. Uma prova com questões longas, muita coisa prevista no edital não caiu, espaço desorganizado, salas cheias, fiscais perdidos".

Além disso, não faltaram reclamações quanto às diversas questões que apresentaram erros nas respostas e que, possivelmente, serão anuladas.

"Havia questões que pediam uma coisa na pergunta, mas não tinha resposta para o que era solicitado".  

Em contraponto, a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, destacou que toda a elaboração e organização foi feita pela empresa MS Concursos. "O que eles estão reclamando, precisam entrar com recurso porque a empresa que vai responder todos esses questionamentos".

Segundo ela, foram mais de 13 mil inscritos e, ao contrário do que dizem os professores, um representante da Secretaria de Educação esteve em cada uma das 32 escolas escolhidas para a aplicação das provas. "Nenhum deles relatou falta de organização, inclusive atendimento pras mães gestantes, priorizamos tudo isso".

O processo seletivo teve uma duração de 3 horas, com 40 questões objetivas. Não há um quantitativo de vagas pré-estabelecidas, uma vez que a convocação ocorre de acordo com a necessidade da Administração.

A contratação dos professores selecionados ocorrerá a partir do dia 14 de fevereiro de 2022.

ACP

O presidente da ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), Lucílio Nobre, orientou que os professores que se sentirem lesados com o conteúdo das provas, manifestem o recurso no tempo certo para que ninguém saia prejudicado

"Nós lutamos pela gratuidade do processo, para retirar a redação que estava prevista. Tudo que fizemos para amenizar, dar transparência, nós fizemos".  

SEMED

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação - SEMED ressaltou que se responsabilizou apenas pela fiscalização do processo, e que toda a execução do certame foi de responsabilidade da MS Concursos.

"Os candidatos que se sentiram prejudicados poderão recorrer sobre os resultados conforme o cronograma", finalizou.