TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Um mês após perder Graziele, pai desabafa: 'não vou me acostumar com violência contra a mulher'

Stephan Hofmann disse que a filha foi vítima de um homem que não sabe o que é amar

16 maio 2020 - 07h00Por Thiago de Souza

Stephan Hofmann, pai da jovem Maria Graziele Elias de Souza, 21 anos, morta pelo ex-marido, em Campo Grande, escreveu um desabafo emocionado, um mês depois da perda trágica. Ele garantiu aos amigos e familiares que jamais vai se acostumar com a violência e covardia contra as mulheres.

''[também não vou me acostumar] com a covardia de homens que não sabem o que é amar de verdade e são incapazes de crescerem junto às suas parceiras'', desabafou Stephan em seu perfil no Facebook. 

Maria Graziele foi assassinada no dia 14 de abril deste ano e jogada à beira da BR-262, em Campo Grande. A família dela lamentou o fato de, por 11 dias, o assassino, Lucas Pergentino,  26 anos, ter acompanhado os familiares nas buscas pela jovem desaparecida e ter criado pistas falsas para confundir a polícia. 
Stephan aproveitou a data para agradecer a solidariedade recebida diante de tanta dor. 

''Sim, teremos que aprender a viver sem essa jovem linda, que estava cheia de sonhos para o futuro e que espalhou tanta alegria e otimismo'', refletiu o diretor-técnico de uma escola em Campo Grande. 

''Peço, ainda, que guardem as boas lembranças da minha filha. Continuem a inclui-la em seus pensamentos positivos e orações, para que ela possa se curar dessa dor imensa na sua nova caminhada. E vamos trabalhar juntos para que outras mulheres, vítimas desse mesmo machismo cego e violento, sejam capazes de superar o medo e ter novas esperanças'', concluiu o pai de Maria Graziele.