TCE SETEMBRO
Menu
terça, 28 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Campo Grande

Vendas de apartamentos populares no Armando Tibana são legais, afirma Agehab

Em nota, a agência estadual esclareceu que alguns apartamentos ficaram vazios por conta de óbito dos moradores

31 julho 2021 - 07h00Por Vinicius Costa

Uma possível onda de vendas de apartamentos no condomínio Armando Tibana, próximo ao Jardim Paulo Coelho Machado, na região sul de Campo Grande, deixou os vizinhos incomodados pela conquista e a rápida 'desfeita' dos imóveis, que para alguns foram uma luta e tanto para serem levantados e terem esse direito da casa própria.

Os apartamentos foram entregues em abril deste ano para os moradores que foram contemplados com a assinatura do contrato e a chave definitiva. Ao todo foram 192 famílias que ganharam uma nova moradia no residencial.

"Está uma revolta geral dentro do condomínio", limitou-se a dizer um vizinho que não quis ser identificado para não causar represálias.

A Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) foi procurada pelo TopMídiaNews para entender um pouco mais da situação do novo residencial e a forma como os apartamento estão sendo gerenciados pela população.

De acordo com algumas circunstâncias envolvendo o Conjunto Residencial Jornalista Armando Tibana, a Agehab explicou que 'situações precisam ser pontuadas e bem explicadas'. Por isso, em nota, a agência estadual esclareceu que alguns apartamentos ficaram vazios por conta de óbito dos moradores.

Em um destes casos, o apartamento que está à venda, segundo a Agehab, "foi quitado por seguro, e a herdeira pôs à venda", assim, tornando-se um procedimento legal para possível lucro da família envolvida.

Numa segunda circunstância apurada, um casal faleceu e o único filho recebeu as chaves e a quitação do apartamento. No entanto, o rumo não será a venda, já que o herdeiro vai assumir a moradia.

Segundo a agência de habitação, as entregas são com documentação de termo de inventariante. "A Caixa Econômica Federal que encaminha a autorização para a entrega do apartamento", esclareceu a Agehab.

Leia Também

Mulher arranca orelha do marido que não a deixou sair de casa em MG
Geral
Mulher arranca orelha do marido que não a deixou sair de casa em MG
Motorista morre esmagado por caminhão e corpo fica horas à espera de perícia em Camapuã
Interior
Motorista morre esmagado por caminhão e corpo fica horas à espera de perícia em Camapuã
Para prevenir animais contra a raiva, CCZ monta posto de vacinação
Campo Grande
Para prevenir animais contra a raiva, CCZ monta posto de vacinação
Ayache apoia fala de Geraldo Resende contra bolsonaristas: 'chega de negacionismo'
Campo Grande
Ayache apoia fala de Geraldo Resende contra bolsonaristas: 'chega de negacionismo'