Menu
terça, 22 de setembro de 2020
Cidade Morena

Após anúncio de protesto, Sectur diz que vai conversar com artistas de Carnaval cancelado

Os artistas prometeram protesto contra a decisão da prefeitura; Carnaval foi cancelado para cobrir gasto de estragos provocados pela chuva

28 fevereiro 2019 - 09h07Por Dany Nascimento

Após ameaça de protesto por parte dos artistas que estavam programados para se apresentar no carnaval da prefeitura de Campo Grande, realizado na Avenida Interlagos, a Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) afirma que pretende dialogar com a categoria para discutir o cancelamento do evento.

A Secretaria afirma que está ‘negociando com fornecedores’ e destaca que vai convocar todos os artistas contratados para o evento, mas não forneceu detalhes de data e hora do diálogo. No total, integrantes de sete bandas querem explicações para o cancelamento da festa, que aconteceu a dois dias de seu início.

O comunicado foi feito ontem (27) e os músicos anunciaram um protesto em frente à Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo), para as 9h desta quinta-feira (28), no bairro Carandá Bosque.  A justificativa para o fim das festividades foi o corte de gastos, já que a administração municipal tem de lidar agora com obras de recuperação de diversos estragos causados pela intensa chuva.

Revolta dos artistas

“Como assim? Já estava tudo planejado, montado, as bandas estão há meses de organizando em ensaios, com tudo. Vivemos disso, acabamos deixando de nos apresentar em outras cidades pra esse evento e levamos esse susto às vésperas de começar? Não pode uma coisa dessas”, disse Leandro Reis, integrante das bandas Doce Swing e Beleza Pura. 

Segundo ele, iriam se apresentar cerca de 70 músicos, convocados após cumprirem diversas exigências da secretaria, e que receberiam entre 2,5 mil e 5 mil reais. “Não nos explicaram nada, só mandaram o link do comunicado oficial, ninguém se prontificou em nada, nenhuma reunião. Vamos ficar sem receber? Uma falta de respeito, por isso vamos cobrar diretamente com eles”, conclui.

Decisão

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) definiu pelo fim do 'Carnaval da Paz – Campo Grande folia 2019', festa que seria retomada depois de quatro anos de hiato. A programação começaria amanhã (1º) e seguiria até o dia 5 de março.

“O temporal provocou muitos danos. Vimos o volume de água que destruiu e inundou diversas ruas e compreendemos que o prefeito volte os empenhos para recuperar os estragos. Apesar do cancelamento da festa na Interlagos, a Prefeitura mantem o apoio ao desfile das Escolas de Samba e dos blocos oficiais e independentes”, explicou em nota a secretária municipal de Cultura e Turismo, Nilde Brun.

Leia Também

Jovem finca agulha de narguilé e mata namorado após discussão por pastel
Geral
Jovem finca agulha de narguilé e mata namorado após discussão por pastel
Apesar de fracas, chuvas continuam na terça e deixam clima fresquinho em Campo Grande
Cidades
Apesar de fracas, chuvas continuam na terça e deixam clima fresquinho em Campo Grande
Trio morre ao trocar tiros com policiais do DOF após assalto em Naviraí
Interior
Trio morre ao trocar tiros com policiais do DOF após assalto em Naviraí
Brasil tem 377 mortes por covid em 24 horas e total chega a 137 mil
Geral
Brasil tem 377 mortes por covid em 24 horas e total chega a 137 mil