Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Cidade Morena

Grupos organizam ato para 'descomemorar' 31 de Março com entrega de denúncia ao MPF em Campo Grande

São 30 entidades e movimentos sociais que vão promover o evento às 17h deste 1º de abril

31 março 2019 - 18h02Por Thiago de Souza

Pelo menos 30 entidades da sociedade civil e movimentos sociais em Campo Grande organizam manifestação neste 1º de abril. Eles farão a 'descomemoração' da data que, segundo eles, marcou o inicio da ditatura militar, em 1964. Os organizadores farão denúncia ao Ministério Público Federal apontando agentes públicos que celebrem a data. 

''Nosso ato é contra a comemoração do golpe'', diz Mário Fonseca, do grupo Juristas pela Democracia, em Campo Grande. 

Fonseca explicou que, na verdade, o golpe militar começou no dia 31 de março, mas foi consumado no dia 1º de abril. É por isso que a manifestação acontece nesta segunda-feira (1º). 

''Foi quando o Jango [então presidente da República João Goulart] foi deposto do cargo pelos militares''.

Valter Gonçalves, que preside a frente Jornalistas pela Democracia, destaca que o evento será  um ‘’repúdio a quem está comemorando’’. 

''Vamos protocolar pedindo para investigar agentes públicos que comemorarem o 31 de março'', prometeu o dirigente. 

Valter e Mário Fonseca, assim como liderança de outros movimentos, explicam o por quê não há o que se comemorar nesta data. 

''O Golpe Militar de 1964, que infelicitou o país por 21 anos, prendendo, torturando e matando os seus opositores''. 

 

 

 

Leia Também

Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Política
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Geral
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Filho morre  de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina
CORONAVÍRUS
Filho morre de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina