TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
quarta, 21 de abril de 2021
MS MAIS SOCIAL 21 E 22/04
Cidade Morena

Julgamento de juiz réu por corrupção tem pedido de vista e adiamento para maio

Aldo Ferreira da Silva Júnior ainda vai enfrentar outros dois julgamentos

03 fevereiro 2021 - 19h34Por Thiago de Souza

O primeiro dos três julgamentos do juiz afastado, Aldo Ferreira da Silva Júnior, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro e peculato, começou, nesta quarta-feira (3), mas teve pedido de vista e foi adiado, a pedido de um dos desembargadores. A nova data é 5 de maio. 

Aldo Ferreira é julgado por um órgão especial do TJMS e a primeira denúncia o acusa de corrupção passiva. Conforme apurado pelo TopMídiaNews, o relator da ação, desembargador Luiz Gonzaga Mendes Marques não votou o mérito, somente temas preliminares, que optou por não reconhecer. 

Porém, ainda segundo a apuração, um desembargador, que não teve a identidade revelada, pediu vistas para analisar as questões preliminares e adiamento da sessão, que ficou marcada para 5 de maio deste ano. A decisão valeu para os dois outros julgamentos onde Aldo é réu. 

Acusações

Em uma das acusações, o MPE diz que, entre os anos de 2014 e 2018, Aldo Ferreira da Silva Júnior e empresários integraram uma máfia para receber valores de precatórios. 

Para receber o dinheiro, diz a denúncia, Aldo se valeu da condição de juiz auxiliar da Vice-Presidência do TJMS para beneficiar os empresários, que fraudavam documentações e conseguiam os valores que não tinham direito. 

Em uma das empreitadas criminosas, diz o MP, o grupo desviou R$ 1,3 milhão de reais.  Para ver os detalhes da acusação, clique aqui