Menu
segunda, 14 de junho de 2021
Cidade Morena

Mãe solo vive dificuldade para comprar leite especial para bebê que fica dias sem fazer cocô

Ela pede doações de leite, roupas, cobertores e até alimentos para cuidar do bebê e dos dois filhos mais velhos

11 junho 2021 - 15h00Por Vinicius Costa

Thais de Souza Soares, 33 anos, vive dias nebulosos e tenta contornar a situação financeira desfavorável para continuar comprando latas de leite em pó NAN para sua filha, de 1 ano, que convive com um problema de evacuar, embora tenha conseguido ajuda para encaminhamento médico, agendada para o mês que vem.

Moradora da Vila Margarida, em Campo Grande, a mãe de preocupa com a escassez do leite em pó no armário, uma vez que o produto dura, no máximo, uma semana e, por isso, recorre à ajuda da população para a doação do alimento que ajuda no desenvolvimento da filha.

Thais é mãe de outras duas crianças, uma menina de 3 anos e um garoto de 11 anos, e sobrevive de vender verduras e do Bolsa Família de R$ 200. Com as limitações da filha, ela está sem conseguir sair para vender verdura como costumava.

Assim, a mãe enfrenta outra dura realidade dos brasileiros: a falta de alimentos e fralda para os filhos menores. Ela mora de aluguel e continua recebendo ajuda de conhecidos e amigos, mas que, neste momento, está sendo insuficiente.

Com extremas dificuldades, ela encarecidamente pede ajuda para doação de uma geladeira e um guarda-roupa, além de roupas para seus filhos, seja da menina pequena, do menino do meio e o mais crescido e cobertores para as noites mais frias.

"Tenho vergonha de expor fotos, mas preciso de ajuda o berço da bebê está quebrado. "Não estou trabalhando porque não está dando para deixá-la [a filha mais nova]. Mas estão paradas as coisas. Sou só eu e as crianças", diz a mulher.

Para ajudar, entre em contato pelo telefone: (67) 99186-4544.