Menu
Busca quinta, 04 de junho de 2020
GOV FEMINICIDIO
Cidades

7ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios é lançada em MS

A campanha busca diminuir o foco de queimadas, que muitas vezes são causadas pela própria população

22 abril 2019 - 10h16Por Dany Nascimento

Foi lançada, na manhã desta segunda-feira (22), a 7ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios pela Reflore/MS (Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas), em parceria com associados e a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) e com o Senar/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais), em 2019, já foram registrados 1.005 focos de incêndios no Estado. Conforme o presidente do Reflore/MS, Moacir Reis, o outono e o inverno são as estações mais preocupantes e as ações devem ajudar na prevenção de queimadas.

“Temos várias ações de prevenção, palestras em escolas, levando a prevenção até as crianças que são o nosso futuro. Antigamente, a queimada era algo normal, mas hoje em dia perdemos muita floresta, vamos continuar realizando outras edições para diminuir o foco em Mato Grosso do Sul”, diz Moacir.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros, Joilson, a corporação necessita da união de forças para combater focos de incêndio. “Ninguém atende ocorrência sozinho, precisamos de apoio dos parceiros para continuar levando a importância de prevenção do foco de incêndio, que muitas vezes é causado pela mão humana, colocando vidas em risco. Não podemos estar em vários lugares ao mesmo tempo, então é importante levar o conhecimento para a população com treinamento de brigadas e outras ações”.

No ano de 2017, foram registrados 7.446 focos e, em 2018, foram constatados 2.380, uma redução de mais de 60% de um ano ao outro. Uma bituca de cigarro foi um dos exemplos citados para conscientizar a população, já que se for lançada contra uma vegetação no período de seca, pode ocasionar incêndio de grande proporção.

Para o titular da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, a redução do foco ajuda na preservação da fauna e da flora. “Os incêndios causam grandes transtornos para o meio ambiente, e muitas vezes, eles são causados pelos humanos, precisamos de mais conscientização, levar a informação de prevenção para a população e continuar diminuindo o número de focos”.

Ações

A campanha prevê a realização de palestras educativas em várias escolas rurais e urbanas da costa leste do estado. Além disso, será realizado também o treinamento de SCI (Sistema de Comando de Incidentes) que foi criado através de uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e o Senar/MS, que prepara profissionais das empresas associadas ao Reflore/MS para lidarem com situações de risco, relacionados a incêndios florestais. Um total de 80 pessoas foram capacitadas no ano passado no Estado.

No dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, também serão realizadas blitz educativas em Três Lagoas e em Água Clara, com a distribuição de panfletos e adesivos, com orientações para motoristas que trafegam nas rodovias. A campanha também conta com a exposição de placas informativas instaladas em rodovias, informações nas redes sociais e em outros formatos.

Leia Também

NÃO VAI TER FIM? Brasileiros mortos pela covid-19 já chegam a 34.021
Geral
NÃO VAI TER FIM? Brasileiros mortos pela covid-19 já chegam a 34.021
Registro mostra que PM foi imparcial em ocorrência com tiro de Guarda Municipal
Cidade Morena
Registro mostra que PM foi imparcial em ocorrência com tiro de Guarda Municipal
Estudo que demonizava cloroquina é falho e autores tiram texto de site
Geral
Estudo que demonizava cloroquina é falho e autores tiram texto de site
VÍDEO: Weintraub entrega depoimento no inquérito do 'Flango' e sai carregado por apoiadores
Geral
VÍDEO: Weintraub entrega depoimento no inquérito do 'Flango' e sai carregado por apoiadores