Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Cidades

Brabão: empresário detona PM, mas é obrigado a pedir 'perdão pelo vacilo'

Homem filmou e criticou a Polícia Militar, mas acabou enrolado na Justiça

24 maio 2019 - 09h10Por Vinícius Squinelo

O empresário Aroldo Barbosa, da cidade de Jardim foi obrigado a se retratar após a publicação de um vídeo em que zombava e critica a atuação de um policial militar. A ação foi movida pelo advogado Edmar Soares da Silva, que integra a assessoria jurídica da ACS (Associação e Centro Social dos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul).

Os policiais foram até a casa do homem entregar uma intimação, no entanto, se depararam com o som alto dentro da casa. Pediram, então, que o volume fosse abaixado, mas o empresário reagiu.

Embriagado, ele filmou a ação e publicou no Facebook. “Tô aqui na minha casa, 18h38, sabadão, soldado veio aqui me trazer uma intimação. Minha advogada me instruiu de filmar qualquer coisa”, disse o empresário. Questionado pelo militar sobre o som alto, ele foi enfático: “na minha casa eu posso”.


Após o vídeo ganhar repercussão no município, o advogado Edmar Soares da Silva impetrou ação indenizatória contra o homem. A Justiça de Jardim, então, obrigou o homem a se retratar.

“Não podemos nos faltar quando um policial militar é atacado por quem quer que seja. Temos a obrigação de combater com veemência tais ataques”, disse o advogado.

Leia Também

Brasil registra mais 335 mortes ligadas à covid-19
CORONAVÍRUS
Brasil registra mais 335 mortes ligadas à covid-19
Setembro Amarelo: MS conta com ações de divulgação do CVV e apoio para famílias em luto
Saúde
Setembro Amarelo: MS conta com ações de divulgação do CVV e apoio para famílias em luto
Criança cai no rio e desaparece na Barra do São Lourenço em Corumbá
Interior
Criança cai no rio e desaparece na Barra do São Lourenço em Corumbá
No "novo normal", tradição de Cosme e Damião se mantém em Corumbá
Interior
No "novo normal", tradição de Cosme e Damião se mantém em Corumbá