Menu
domingo, 25 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Cidades

Governo do Estado e sindicalistas abrem diálogo para debater jornada de trabalho e PDV

Encontro acontece na SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização)

11 março 2019 - 08h40Por Rodson Willyams

O secretário de Administração, Roberto Hashioka, e o adjunto, Edio Viegas, se reúnem na manhã desta segunda-feira (11) com representantes de sindicatos para discutir sobre a jornada normal de trabalho de oito horas diárias (40 horas semanais) e o PDV (Plano de Demissão Voluntária).

Segundo a assessoria de imprensa, a reunião acontece às 9 horas, na SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), no Parque dos Poderes. Nesta reunião, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não estará presente.

O que pode mudar?

Após quase duas décadas, os servidores públicos de Mato Grosso do Sul podem voltar a trabalhar oito horas por dia, como qualquer funcionário da inciativa privada. Quem não se adequar terá também a possibilidade de aderir ao Programa de Demissão Voluntária, o PDV, e receber benefícios para deixar o cargo.

Na prática, os servidores vão voltar a cumprir a jornada de 40 horas (8 horas semanais), para o qual fizeram concurso, igualando a carga deles a dos demais trabalhadores brasileiros. A medida atingirá 32,5% dos servidores ativos, que em 2004 tiveram o horário de trabalho diário reduzido para 6 horas.

A redução foi estabelecida por Zeca do PT, sem nenhuma contrapartida dos servidores públicos.

Leia Também

Após motoboy ser encontrado morto, familiares pedem esclarecimentos sobre acidente
In Memoriam
Após motoboy ser encontrado morto, familiares pedem esclarecimentos sobre acidente
Mãe e filha de 11 anos são mortas na fronteira em atentado a tiros
Polícia
Mãe e filha de 11 anos são mortas na fronteira em atentado a tiros
Em Dourados, prefeito Alan Guedes desativa leitos de UTI após suspeitas em dispensa de licitação
Cidades
Em Dourados, prefeito Alan Guedes desativa leitos de UTI após suspeitas em dispensa de licitação
Mudança radical na escala causa 'briga' no Corpo de Bombeiros
Cidade Morena
Mudança radical na escala causa 'briga' no Corpo de Bombeiros