Menu
sábado, 24 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Cidades

Lockdown está valendo e atinge 43 cidades de MS; bebida só em casa!

Dourados, no entanto, deve flexibilizar restrições

13 junho 2021 - 09h30Por Thiago de Souza

Já está em vigor decreto estadual que fecha as atividades classificadas como ‘’não essenciais’’ em Mato Grosso do Sul. A medida vale para 43 cidades, que foram classificadas como ‘’Bandeira Cinza’’. 

O início das restrições seria na sexta-feira (11), mas o prefeito de Campo Grande e a Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul pediram que o começo do lockdown fosse adiado para às 00h deste domingo. 

Ainda segundo o pedido, os prefeitos alegaram falta de tempo hábil para organizar a estrutura administrativa para implantar as restrições. Além disso, os gestores queriam manter lojas abertas para as vendas do Dia dos Namorados. 

Bebida

Durante os próximos 13 dias, só serão permitidas a abertura de atividades consideradas essenciais, como mercados, supermercados, farmácias, postos de gasolina, entre outros. 

A venda presencial de bebidas está proibida. Os estabelecimentos que podem abrir deverão lacrar as gôndolas. Neste caso, bebidas alcoólicas podem ser vendidas apenas no modo delivery. 

Dourados

Apesar de também ser classificado como Bandeira Cinza, na avaliação do Prosseguir, Dourados vai flexibilizar a medida e manter parte do comércio funcionando. A cidade já estava em lockdown. 
 

Leia Também

Adolescente é estuprada durante corrida de aplicativo em Campo Grande
Polícia
Adolescente é estuprada durante corrida de aplicativo em Campo Grande
Bolsonaro elogia deputado Luiz Ovando por indicação de tratamento precoce da covid-19
Política
Bolsonaro elogia deputado Luiz Ovando por indicação de tratamento precoce da covid-19
Pré-candidata à presidência da OAB-MS, Rachel Magrini acompanha vacina para advogados
Cidades
Pré-candidata à presidência da OAB-MS, Rachel Magrini acompanha vacina para advogados
Pais são presos por morte, tortura e estupro de bebê de um ano no MT
Polícia
Pais são presos por morte, tortura e estupro de bebê de um ano no MT