Menu
sábado, 28 de maio de 2022 Campo Grande/MS
TOP MIDIA INSTITUCIONAL SUPER BANNER
Cidades

Primeira Clínica da Família deve atender 10 mil pessoas ao mês no Nova Lima

Unidade vai funcionar com horário diferenciado e com diversas especialidades

29 agosto 2018 - 13h10Por Rodson Willyams

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) entregou, nesta quarta-feira (29), a primeira Clínica da Saúde da Família de Mato Grosso do Sul. A unidade básica Dra. Márcia Guedes de Sá Earp foi readaptada para oferecer um serviço diferenciado à população do Bairro Nova Lima, em Campo Grande. A Clínica conta com três equipes, que devem atender aproximadamente 10 mil pessoas por mês.

Segundo Marquinhos, a iniciativa é oferecer um serviço de qualidade e desafogar as UPAs da cidade: "esse projeto é complexo, foram poucas capitais que conseguiram colocar em funcionamento. A partir deste, nós vamos levar para outras regiões como Aero Rancho e Moreninhas. Vamos ter nove em Campo Grande, tudo para desafogar às UPAs", disse.

Para o secretário municipal Marcelo Vilela, Campo Grande vive um momento histórico. "Foi algo sonhado lá atrás e nós recebemos o desafio de colocar em prática essa promessa de campanha. Essa obra é um marco para a atenção básica. É um processo de consolidação de um processo de reestruturação de modelo da unidade básica de saúde".

A unidade foi adaptada e passou por pintura, além de receber mobiliário novo. A Clínica da Família vai atender com horário diferenciado, não vai fechar para o almoço e vai funcionar das 7h às 19h. O local vai contar com nutricionista, psicólogo, fisioterapeuta, pediatra, fonoaudiólogo, ginecologista e um professor de Educação Física, além do tele saúde, onde o médico da unidade poderá contar com apoio de outros profissionais. A unidade contará com mais de 50 profissionais desde os administrativos a agentes de saúde.

Facilidade

Para a dona de casa Valdirene da Silva, de 48 anos, moradora do bairro há 20 anos, o Nova Lima começa a tomar outra forma com a chegada da Clínica da Família.

"Para a gente ficou melhor a Clínica da Saúde, porque antes a gente tinha que ir lá no UPA da Coronel Antonino para ser atendido. Mas agora, podemos fazer raio-x, ultrassom aqui mesmo", comenta.

Marineuza Gonçalves, de 37 anos. Foto: Rodson Willyams.

Outra a comemorar foi Marineuza Gonçalves, de 37 anos: "Vai nos ajudar bastante. Antes, a gente tinha que vir aqui cedo para poder marcar uma consulta. Tinha em torno de sete a 10 fichas por dia. Agora, a gente não precisar mais ficar esperando. O melhor é que vou pedir levar a minha filha no pediatra", finaliza.