TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Cidades

Projeto forma novas brigadas para prevenir casos de incêndio no Pantanal

As brigadas foram formadas em comunidades e propriedades particulares

23 maio 2022 - 20h27Por Elizeu Ribeiro

Um projeto em conjunto entre o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, formaram novas brigadas de incêndio na região do Pantanal. O projeto visa prevenir casos e gerar impacto positivo para a economia e o meio ambiente.

As brigadas foram formadas em comunidades e propriedades particulares. Ao todo foram certificadas 129 pessoas para atuar em regiões de Aquidauana, Miranda e Corumbá. Nesta terça-feira (24), às 10h30, no 3º Grupamento de Bombeiros Militar de Corumbá (Avenida Rio Branco, 1611, bairro Universitário), haverá a entrega dos certificados para representantes dessas brigadas.

Esse trabalho foi realizado dentro do projeto Estratégia Sistêmica para Mitigação, Prevenção e Combate a Incêndios e Queimadas nas Áreas Rurais do Pantanal Brasileiro, viabilizado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), e com participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Sebrae e Bombeiros.

Os cursos para formação de brigadistas ocorreram na Escola do Jatobazinho, Fazenda Novo Horizonte e na comunidade do Passo do Lontra (todas no município de Corumbá); nas fazendas Caiman, Maralina e Santa Sofia (município de Miranda); e na propriedade rural Fazendinha, em Aquidauana. As oito brigadas estão certificadas pelos Bombeiros e preparadas para atuar, tanto no combate ao fogo como, principalmente, no trabalho de prevenção.

Os registros de incêndios no bioma representam em prejuízo para o meio ambiente e geram impacto na economia. Por esse contexto, o Sebrae, a partir do BID, passou a executar ações que contribuem para reduzir essas ocorrências e mitigar os prejuízos que o setor da pecuária e a cadeia de pequenos negócios que ela movimenta sofrem.

A analista do Sebrae/MS, Kátia Muller, salienta que há a intenção de ampliar o conhecimento sobre o manejo do fogo para que isso gere resultado econômico e sustentável em diferentes setores da economia presente no Pantanal.

“O Pantanal brasileiro sofreu grandes impactos com os incêndios, tanto na fauna, na flora e nos empreendimentos que existem no bioma. O agronegócio, a cadeia do turismo (artesanato, alimentação, hospedagem, guias turísticos, piloteiros, grupos extrativistas) foram os mais impactados. O Sebrae, juntamente com o BID, vem implementando um conjunto de ações, e entre elas é multiplicar o número de pessoas treinadas para prevenir e mitigar o impacto do fogo no bioma”, detalha a analista.

Para viabilizar o trabalho de repassar técnicas e conhecimento com relação ao combate, prevenção, bem como detalhamento sobre regras e legislação no uso do fogo como instrumento de manejo, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul somou esforços, indo em áreas estratégicas no bioma para promover cursos de brigada.

O comandante-geral dos Bombeiros, Coronel Hugo Djan Leite, enfatiza que a prevenção é a medida mais eficaz contra os incêndios florestais. Ele acrescenta que como o bioma ocupa uma área ampla do território do Centro-Oeste (138.183 km², sendo 64% dessa área em Mato Grosso do Sul), parcerias permitem dar amplitude nas ações.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul está seguindo as diretrizes do Governo do Estado e ampliando cada vez mais as ações e parcerias que têm o objetivo de prevenir os incêndios florestais em nosso Estado. Tais parcerias, como a estabelecida junto ao Sebrae, são fundamentais para seguirmos com ações concretas para evitar os danos que um incêndio traz ao meio ambiente”, esclarece Coronel Hugo Djan Leite.