(67) 99826-0686
ENTREGAS

Botequim LGBT completa 'mesversário' de noites mais coloridas e animadas

O local começa a funcionar na quarta-feira e oferece música ao vivo de sexta-feira até domingo

16 SET 2016
Dany Nascimento
11h34min
O Seu Zé Botequim fica na Rua Pedro Celestino Foto: Geovanni Gomes

Oferecendo noites mais 'coloridas', a ideia de criar um bar voltado para o público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) tomou forma e virou sucesso, com casa lotada e público satisfeito. O local oferece diversão com mesas de sinuca e um espaço especial para os amantes de narguilé.

Magda Bibiana, dona do boteco em sociedade com Daniel, conhecido entre os amigos como Dan, destaca que, em um mês, o local superou todas as expectativas e vive movimentado de quarta-feira até domingo. A dona do local fala com orgulho do sucesso que virou seu novo empreendimento e afirma que recebe elogios e sugestões do público.

"O Boteco superou todas as nossas expectativas, está lotado sempre e bem movimentado todos os dias, desde a quarta-feira, que não é um dia típico de sair à noite, está sempre cheio. O fluxo está muito bom, estamos atendendo o máximo possível de sugestões, tentando melhorar em várias partes, temos banheiro em construção, o caixa conseguimos melhorar mudando o local da fila, dobramos o número de pessoas atendendo, estamos com dois seguranças, homem e mulher, temos música ao vivo sexta, sábado e domingo, a partir das 18h e fechamos às 00h", diz Magda.

A empresária relembra que o espaço já recebeu quase 300 pessoas em uma noite. "O dia mais lotado foi na inauguração, com quase 300 pessoas e na véspera de feriado de 7 de setembro, que a casa ficou lotada. As pessoas elogiam muito, pessoas que conhecemos fazem sugestões, elogiam, pessoas que não conhecemos vem falar com a gente e isso é muito bom porque conseguimos adequar o local cada vez mais, agradando o nosso público. Foi uma proposta diferente que graças a Deus está dando certo, o fluxo está melhor do que imaginávamos, é movimentado todos os dias".

Presente com frequência no Boteco, Patrícia Naddine destaca que a Capital estava precisando de um local que oferecesse tanta comodidade e encontro entre bons e velhos amigos. "O Bar do Seu Zé é um lugar que Campo Grande merecia, que estava faltando, um lugar que você consegue ficar a vontade, com cerveja gelada e preço acessível. Encontramos pessoas que há muito tempo não se encontravam, o atendimento é muito bom, no começo teve pequeno problema com a fila do caixa, que já foi resolvido e  melhorou muito. A tendência é só melhorar mais".

Patty Nadinne, como prefere ser chamada, garante que ao chegar no Boteco sente como nem tivesse saído de casa. "Eu vou lá, sento no sofá e parece que estou em casa, vendo as pessoas que eu gosto em volta. É um local muito bacana, temos só a parabenizar os donos, o Dani e a Magda que tenho contato, foi uma ideia muito boa e estão de parabéns. Campo Grande precisa disso, não porque temos que andar separados, não é local só para homossexual ou só para hétero, mas um local que você se sinta a vontade, como se tivesse no fundo do quintal da nossa casa, comendo, bebendo, conversando, dando boas risadas, assistindo jogo e para fazer novas amizades também, é um local bem interessante".

Assim como Patty, Dayanne Domingos, que vira e mexe dá uma passadinha no Boteco para se distrair com as amigas, diz que o ambiente é diferenciado dos demais locais na Capital. "O botequim Casa do seu Zé era o que Campo Grande precisava, tem um ambiente diferenciado, aconchegante. Atendimento de primeira, desde a portaria você já se sente em casa. É como se você tivesse em casa com amigos, tomando cerveja gelada e comendo porções maravilhosas. Só tenho elogios a essa casa. Parabéns a todos que contribuem para que este ambiente seja tão aconchegante é divertido".

Ingrit Brígido Farias ressalta que o ambiente proporciona encontro entre amigos, sem brigas e preconceito. "Bom, eu adorei o local. Nós estávamos precisando de um lugar assim. Bem agradável, música ao vivo, aconchegante, com os preços excelentes, onde não acontece brigas, e você se sente em paz. E também o atendimento é ótimo, onde eles te atendem com amor e respeito. Tudo é recíproco lá. Esse bar também foi aberto para o público LGTB. E quem é, sabe muito bem que esta sendo excelente para todos nós. Onde não há preconceito, e cada um tem sua própria liberdade, como quer e deseja. E nós precisávamos muito de um ambiente assim".

Para Jéssica Cavalcante, o boteco é sucesso por oferecer um ambiente diferenciado e destaca que os bancos de pallets deram um visual diferenciado para o local."Um bar do jeito que agrada qualquer pessoa, acho que definitivamente que veio com algo bem diferente do que estávamos acostumados para um Happy. Tem música ao vivo, cerveja gelada e com um preço acessível, atendimento ótimo, cardápio variável,sem contar  o ambiente, com mesas e bancos de pallets, que deram um visual muito bacana. Nos sentimos em casa, sem sombra de dúvidas, é um bar que ganhou a minha preferência. Sempre que possível será lá minha primeira opção".

 

Veja também