Menu
sexta, 30 de outubro de 2020
Cultura

Cineasta Alain Resnais, de Hiroshima Meu Amor, morre em Paris aos 91 anos

Luto no cinema

02 março 2014 - 11h40Por iG Último Segundo

Alain Resnais, diretor do premiado "Hiroshima Meu Amor", lançado em 1959, morreu cercado por familiares na noite de sábado, dia 1, aos 91 anos, em Paris. Ele dedicou-se ao cinema por 78 anos e dirigiu um total de 20 longa-metragens.


 Durante a 64ª edição do festival de Berlim, em fevereiro deste ano, o diretor foi homenageado. Na ocasião, lançou o longa "Amar, Beber e Cantar", além de ter sido premiado com um Alfred Bauer por sua inovação artística para com a sétima arte.


Resnais também dirigiu filmes como "Noite e Neblina" (1955), "Ano Passado em Marienbad" (1961), "A Guerra Acabou" (1966), "Longe do Vietnã" (1967), "Medos Privados em Lugares Públicos" (2006) e a comédia dramática "Vocês Ainda Não Viram Nada" (2012).


O cineasta ganhou cinco César (três por "melhor filme" e dois por "melhor direção") por seus trabalhos, o dois Ursos de Prata no festival de Berlim, três prêmios no Festival de Veneza, um BAFTA e um prêmio especial do júri em Cannes, entre outros reconhecimentos.

Leia Também

Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio
Geral
Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio
Brasil tem 513 mortes pela covid em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 513 mortes pela covid em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Corredor de ônibus e apoio aos aplicativos foram destaque em horário eleitoral da noite
Cidade Morena
Corredor de ônibus e apoio aos aplicativos foram destaque em horário eleitoral da noite
Babaca: homem invade quintal e mata cachorro a pauladas em Anastácio
Interior
Babaca: homem invade quintal e mata cachorro a pauladas em Anastácio