Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
camara municipal
Cultura

Gosta de um bailão? Grupo Balanceira volta ao mercado com músicas pra dançar muito

Os integrantes estão com agenda fechada para shows até abril e querem levar o famoso 'bailão' por todo MS

17 março 2019 - 13h30Por Dany Nascimento

Conhecido entre amigos como Chris, Eraclio Cristo do Espirito Santo anuncia a volta do Grupo Balanceira e promete shows que devem agitar Mato Grosso do Sul. De acordo com o vocalista do grupo, a nova formação do grupo conta com cinco integrantes e a agenda dos artistas já está fechada até o mês de abril.

“O grupo ficou um tempo parado e agora retoma. Somos todos amigos, em busca de transmitir muita música boa para o nosso público. Já nos apresentamos em Corguinho e, graças a Deus, a agenda está fechada até abril. Temos muitas novidades para quem gosta de baile”, diz Chris.

Ele destaca que o Grupo Balanceira possui dois cd’s gravados e as músicas executadas no show são todas de autoria própria. “Tocamos músicas autorais de composição da banda. É um som diferente, para cima, agitado, alegre. Estamos ensaiando muito para levar o melhor para o público. Fizemos alguns ajustes e voltamos com tudo”.

Chris relembra que o grupo já se apresentou em outros estados e afirma que o objetivo principal, no momento, é voltar a tocar com frequência no cenário musical de MS. “Já tocamos no Paraná, tocamos em São Paulo. Por enquanto, queremos voltar a ter apresentações aqui no Estado, fazer bailes. Estamos preparando muitas novidades e em breve, estaremos anunciando novos projetos do grupo”.

Leia Também

Servidor é preso por usar caminhonete da Funai para buscar maconha na fronteira
Polícia
Servidor é preso por usar caminhonete da Funai para buscar maconha na fronteira
Lewandowski nega recurso do Estadão para saber se exame de covid é mesmo de Bolsonaro
Geral
Lewandowski nega recurso do Estadão para saber se exame de covid é mesmo de Bolsonaro
Bolsonaro proíbe Mandetta de trabalhar por seis meses: 'Estou abismado'
Geral
Bolsonaro proíbe Mandetta de trabalhar por seis meses: 'Estou abismado'
Investigação diz que Witzel está no topo de estrutura que fraudou contratos no Rio
Geral
Investigação diz que Witzel está no topo de estrutura que fraudou contratos no Rio