A+ A-

domingo, 21 de abril de 2024

domingo, 21 de abril de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

Economia

11/09/2018 12:05

A+ A-

Açucareira começa a operar em MS com meta de empacotar melhor açúcar do Brasil

Segundo o diretor da empresa, o produto não sofre processo químico para chegar ao clareamento como acontece com os demais refinados

Há 20 dias entrou em atividade a unidade da Açucareira Energy, em Caarapó, com maquinário de ponta e o desafio de empacotar o melhor açúcar extra-fino do Brasil. Um produto diferenciado que não sofre processo químico para chegar ao clareamento, como acontece com os demais refinados, garante o diretor de Operações Valdenor Dias de Santana. “Conseguimos esse nível de pureza apenas com os processos de peneiramento e moagem”. Além do extra-fino a Açucareira também empacota o açúcar cristal em diferentes graus de clareamento, dependendo das necessidades do cliente.

Durante visita à planta, na manhã desta segunda-feira (10), o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do Estado, Jaime Verruck, conheceu cada etapa do processo de beneficiamento, refino e empacotamento do açúcar e cumprimentou o empresário Pedro Muffato pelo investimento. “É um empreendimento importante que contou com o incentivo do governo do Estado dentro do esforço para desenvolver a indústria e criar empregos. Viemos conhecer a empresa e parabenizar os funcionários e proprietários pela rapidez da construção (começou em janeiro) e a entrada em operação”.

Com sede em Ibiporã, no Paraná, a Energy instalou em Mato Grosso do Sul uma planta maior que a da matriz, com capacidade para empacotar 600 sacas de 50 quilos do açúcar cristal por hora, em uma linha de produção, e 25 toneladas por hora nas 10 máquinas que executam o processo de filtragem, peneiramento e moagem, gerando o açúcar extra-fino. Além de dispensar a adição de enxofre e cal (usados por outras indústrias para obter o açúcar refinado), o processo da Energy, baseado na moagem a seco, premia o consumidor com um produto até 10% mais barato, garante o empresário Pedro Muffato.

O investimento já supera R$ 11 milhões e gera 45 empregos diretos, além dos trabalhadores no transporte do produto desde a usina até a empacotadora. Estrategicamente, a empresa está instalada nas margens da MS-156, a dois quilômetros da cidade e a 9 quilômetros da usina Raizen, que fornece o produto bruto em bigbags de 1.200 quilos cada. O barracão principal tem 5 mil metros quadrados e a área construída total – incluindo os setores administrativos, ainda em obras – terá 71 mil metros quadrados. Todas as empresas envolvidas na construção são de Mato Grosso do Sul, assim como os fornecedores de embalagens.

Vencida com sucesso as primeiras etapas de instalação e entrada em operação, a Energy renova as metas para o próximo ano em Mato Grosso do Sul, adianta o diretor Valdenor Santana, sem dar detalhes do que virá. “Nossa vontade é oferecer vários outros produtos”. Naturalmente esse redimensionamento vem acompanhado de mais empregos.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
GOVERNO MS DENGUE ABRIL 2024