Menu
Busca quarta, 23 de outubro de 2019
Top Ms
Economia

Dia das Crianças deve movimentar quase R$ 132 milhões em MS com presentes e comemoração

Desse total, R$ 97,18 milhões (74%) serão em presentes e R$ 34,74 milhões (26%) em comemorações

01 outubro 2019 - 14h45Por Da redação / Assessoria

Pesquisa do IPF-MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS)  e do Sebrae-MS aponta que o Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro, deve injetar R$ 131,93 milhões na economia de Mato Grosso do Sul este ano, um aumento de 1,34% em relação ao mesmo período de 2018.

Desse total, R$ 97,18 milhões (74%) serão em presentes e R$ 34,74 milhões (26%) em comemorações. Em relação a 2018, a movimentação com presentes terá um crescimento de 9%, já as comemorações terão redução de -15%.

"As famílias até abrem mão das comemorações, para reduzir os gastos, mas do presente não. E neste ano percebemos um aumento no número de pessoas que vão presentear e do gasto médio com presentes”, explica a economista do IPF-MS, Daniela Dias.

Em relação ao valor do presente, o aumento médio foi de 11% comparado a 2018 e desta vez será R$ 154,01. Já o gasto médio com as comemorações será -12% menor, de R$109,58. A pesquisa apontou ainda que 87% dos que vão presentear realizam alguma atividade de lazer ou interação com a criança na semana das comemorações, com destaque para as atividades ao ar livre (23%).

As compras ocorrerão na semana do evento (70%), utilizando o dinheiro ou cartão de débito como forma de pagamento (81%) e com pesquisa de preço (71%). Os presentes preferidos pelos compradores serão brinquedos (47%), roupas (24%) e calçados (7%), e os mais presenteados serão os filhos, sobrinhos e netos, com destaque para o crescimento na intenção de presentear os sobrinhos (aumento de 14%).

Quem quiser se destacar nas vendas precisa focar no produto, que para os entrevistados será o principal elemento levado em consideração no momento da compra (33%), seguido pelo preço (29%) e atendimento (22%).

“Conhecer a preferência do consumidor é fundamental para que o empresário atenda às suas expectativas. Nesse caso, investir em produtos de qualidade, aliado ao bom preço”, alerta o presidente do IPF-MS, Edison Araújo.

O levantamento foi realizado com 1.695 pessoas em Campo Grande, Corumbá/Ladário/Bonito, Coxim, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas, entre os dias 13 e 23 de setembro.