(67) 99826-0686

Multinacionais oferecem tecnologia de ponta no cultivo de sementes

Especial Showtec

24 JAN 2014
Aline Oliveira
09h00min
Porta-voz da Monsanto mostra variedade resistente da soja. Foto: Vanessa Ricarte

A 18ª edição da Showtec realizada em Maracaju entre os dias 22 e 24 de janeiro, apresentou o tema 'Inovação tecnológica nas mãos do produtor rural' e contou com a presença de 130 expositores, entre empresas, entidades. Uma das tecnologias com maior destaque foi o desenvolvimento de sementes para plantio, com qualidade aprovada mundialmente.

 

Entre as multinacionais que trouxeram as últimas novidades para a variedade soja e milho, entre outros grãos, estão as norte-americanas Monsanto e Dow AgroSciences. As empresas possuem excelência na pesquisa de sementes com alto nível de produtividade e resistência a pragas comuns na lavoura.

 

Destaque Monsanto - A Monsanto tem sede no país, há mais de 50 anos, na cidade de São José dos Campos (SP) e direcionou o foco de produção nacional para herbicidas, sementes de milho, soja, algodão, hortaliças e variedades de cana-de-açúcar. De acordo com a assessoria de imprensa, esta é a primeira vez que a multinacional participa de uma feira como a Showtec desde que iniciou as atividades no Brasil,

 

"Decidimos aproximar nosso relacionamento, com nosso cliente que é o produtor rural. Por isso escolhemos a Showtec para promover este diálogo e também apresentar uma tecnologia desenvolvida especialmente para o país que é a Intacta", destacou Suzeti Ferreira, gerente de Biotecnologia da Monsanto.

 

Segundo a bióloga, a tecnologia Intacta vem sendo desenvolvida desde 2010 e ano passado, foi aprovada também na China. A nova variedade de soja une três benefícios que são o glifosato, controle de lagartas e aumento de produtividade. "Foram realizados testes nas duas últimas safras em campos com 1,5 mil hectares e dois mil produtores rurais. O resultado comprovado foi um aumento de 6,4 sacas de soja colhida por hectare", detalhou.

 

Suzeti explica que a tecnologia vem substituir a anterior que é a RR que só possuía glifosato (herbicida para ervas daninhas). Foi apresentado no estande que a variedade Intacta deve ser plantada junto com as sementes de refúgio (variedade sem o diferencial), para controlar e equilibrar as lagartas mais resistentes. "Nossos técnicos aconselham que durante o plantio, pelo menos 20% seja de refúgio, utilizando um espaço de 800 metros de área. Com isso, o agricultor fará um investimento seguro de R$ 115,00 e terá um retorno mínimo de lucro em R$ 409,00 por hectare", acrescentou.

 

Dow AgroScience - Outra empresa que investiu na apresentação de novos produtos foi a Dow AgroScience, com sede na cidade de São Paulo. A empresa é uma das líderes do mercado mundial de agroquímicos e apresentou aos produtores, entre várias tecnologias, o 'Powercore'. A tecnologia usada para variedades de milho possui três proteínas que combatem as lagartas da plantação de milho, além de potencializar a produtividade do grão.

 

Segundo o engenheiro agrônomo e representante comercial José Oscar Nace de Souza, a empresa possui ainda um portfólio completo de produtos para milho e soja que acompanham desde o plantio até a colheita das culturas. "A Dow AgroSciences lançou o Powercore em 2012 e foram comprovados ganhos que variam de 5% a 10% nas colheitas. Temos ainda um trabalho abrangente em campos de experimentação que proporcionaram aumento na produtividade das duas últimas safras de milho", ressaltou.

 

A multinacional está presente nas maiores feiras nacionais em Estados como Paraná, Bahia, Distrito Federal, São Paulo, Mato Grosso, entre outros. Os técnicos da empresa consideram o mercado de Mato Grosso do Sul estratégico e promissor, por isso tem investido em áreas polos em todas as regiões.

 

"O mercado agropecuário do Estado vem crescendo bastante e mostrado todo o seu potencial. Diante disso trouxemos uma equipe técnica especializada para acompanhar os produtores e orientar sobre as tecnologias oferecidas, inclusive aqui na Fundação MS", esclareceu Souza.

 

Porta-voz da Monsanto mostra variedade resistente da soja. Foto: Vanessa Ricarte
Porta-voz da Monsanto mostra variedade resistente da soja. Foto: Vanessa Ricarte
Porta-voz da Monsanto mostra variedade resistente da soja. Foto: Vanessa RicarteVariedade nova de soja resistente a doenças. Foto: Vanessa RicarteÁrea de refúgio apenas com herbicida. Foto: Vanessa RicarteCiclo de produtividade oferecido pela Dow. Foto: Vanessa Ricarte

Veja também