TCE SETEMBRO
Menu
terça, 28 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Geral

Ao estilo 'apresentação de escola', Bolsonaro tenta provar fraude em urnas

Presidente e um técnico não se aprofundaram nas questões técnicas

29 julho 2021 - 19h31Por Thiago de Souza

O presidente Jair Bolsonaro fez uma live, nesta quinta-feira (29), onde mostrou suspeitas de fraudes em urnas eletrônicas no Brasil. Ele esteve acompanhado de um técnico, mas não houve profundidade nas explicações. 

Primeiro, o presidente exibiu uma gravação onde um apresentador mostrava como era possível alterar fórmulas de programação da urna eletrônica. Neste caso, quando ele apertava o número de um candidato fictício, o voto que era computado era de outro candidato. 

Depois, o presidente e o técnico exibiram vídeos de telejornais da TV Globo e Globonews, onde apontaram incoerências na apuração dos votos no primeiro turno das eleições de 2018. 

Neste caso, o argumento era que Bolsonaro teria vencido as eleições no primeiro turno. Até expressões fisionômicas da então diretora do Ibope, Márcia Cavallari, foram usadas para sustentar as suspeitas de fraude. 

Ainda sobre as eleições de 2018, a live mostrou vídeos gravações feitas por eleitores, que à época denunciaram que apertaram o número do candidato Bolsonaro, o ‘’17’’ e saía o resultado ‘’nulo’’ ou então o número do candidato adversário, Fernando Haddad, o ‘’13’’. 

Também foi apresentada incoerências nas eleições para prefeito de de São Paulo, em 2020. Nesse caso, o argumento é que houve um padrão nos resultados da apuração exibidas no site do Tribunal Superior Eleitoral. 

‘’Não existe padrão em resultado de votação’’, disparou o presidente Bolsonaro. 

Apesar das suspeitas lançadas, muitas com fundamento, o técnico do presidente e o próprio Bolsonaro não se aprofundaram nos aspectos técnicos. 

Por fim, o presidente diz que o material será encaminhado ao ministro da Justiça, Anderson Torres.