Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Geral

Bolsonaro diz que decisão sobre vacina da Pfizer é difícil: 'cláusulas abusivas'

Presidente visitou o Acre, estado que sofre com fortes chuvas e alta incidência da covid-19

24 fevereiro 2021 - 16h44Por Thiago de Souza

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quarta-feira (24), que a decisão sobre compra e aplicação da vacina da Pfizer – Biontech é de extrema responsabilidade. Ele destacou que a fabricante impõe cláusulas absurdas. 

A fala do presidente ocorreu durante visita ao Acre, estado atingido por fortes chuvas e também por altos índices de covid-19. 

Conforme divulgado pelo presidente, o laboratório que produz o imunizante exige a assinatura de um termo isentando a empresa por quaisquer efeitos colaterais graves na população. 

"É uma coisa de extrema responsabilidade quem tiver por ventura no Brasil tiver que dar a palavra final. Se sou eu como presidente, se é o Parlamento derrubando um possível veto, ou o Supremo Tribunal Federal. Agora, todas as cláusulas serão mostradas à população, para que na ponta da linha todo mundo saiba o que está sendo aplicado", afirmou.

Nesta terça-feira (23), a Anvisa concedeu o registro definitivo para a vacina da Pfizer. No entanto, as negociações para a compra dos imunizantes, que começou ainda em 2020, não evoluíram, já que o governo considera como abusivas as imposições do laboratório.