TCE 21 a 27/06/2021
Menu
sexta, 25 de junho de 2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 27/06/2021
Geral

'Campo de concentração', diz Luisa Mell ao resgatar 1,5 mil animais em canil

Ativista relatou que cães viviam presos em gaiolas e em meio à sujeira em local que não tinha autorização para funcionamento

15 fevereiro 2019 - 17h29Por Da redação / Portal R7

Luisa Mell realizou um novo resgate de animais em um canil clandestino em Piedade, interior de São Paulo, após a Polícia Militar Ambiental receber uma denúncia de maus tratos. A ativista e os policiais encontraram no local 1,5 mil cães vivendo em más condições, além instalações inadequadas e falta de higiene. 

Segundo relato de Luisa, os animais ficavam presos em gaiolas e conviviam juntos em espaços pequenos. A ativista alertou que, mesmo sem autorização de funcionamento, o canil era o maior fornecedor de cães para pet shops de São Paulo e do interior. 

— É um campo de concentração de cachorros. É linha de produção mesmo, animais de produção, sem direito a uma vida...

Ainda de acordo com Luisa, um dos denunciantes revelou que quando os filhotes nasciam com algum problema iam direto para o incinerador. Mas, segundo ela, o local também não tinha autorização para cremar os animais. 

Luisa declarou que este foi o maior resgate já feito pelo instituto que leva o nome dela — superando os 143 animais que ela salvou em 2018 — ou por qualquer outra ONG. A ativista alugou dois galpões para abrigar os cães e pediu ajuda com doações. Famosos como Lexa e Anitta reforçaram o pedido de Luisa com vídeos nas redes sociais.