TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 02 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Ciro Gomes, derrotado na eleição, pede impeachment de Bolsonaro: 'atentou contra a democracia'

Já são 24 os pedidos para investigar o presidente por crime de responsabilidade

22 abril 2020 - 21h24Por Thiago de Souza

O candidato derrotado à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), protocolou nesta quarta-feira (22), pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. A alegação de Gomes é que, no último domingo, Bolsonaro agiu contra a democracia. 

Segundo a Folha de São Paulo, o pedido de Ciro foi feito conjuntamente com o presidente do PDT, Carlos Lupi. 

Ciro interpretou que, quando Bolsonaro discursou para apoiadores, em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília, apoiadores dele exibiam cartazes pedindo a intervenção militar e a instauração do Ato Institucional número 5, o mais duro do regime militar. 

Lupi e Ciro classificaram como graves os ataques que o presidente, na visão deles, fez contra os demais poderes da República. Além disso, Bolsonaro teria descumprido orientações da Organização Mundial da Saúde e decretos estaduais e municipais que impõem o isolamento social para evitar a disseminação do novo coronavírus. 

24

Com esse pedido de Ciro, já são 24 solicitações de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro. A maioria deles tem o mesmo argumento, que é o descumprimento das normas da OMS. 

Partidos como o PSOL e Alexandre Frota, do PSDB, já tinham feito pedidos semelhantes. Agora, cabe ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), aceitar ou não a abertura de investigação.