(67) 99826-0686

Juiz da Bahia dá 5 dias para Bolsonaro explicar indicação de Eduardo para Embaixada

Ação popular foi ajuizada por deputado do PT

31 JUL 2019
Thiago de Souza
18h39min
Foto: Reprodução Instagram @bolsonarosp

Juiz federal, André Jackson de  Holanda Maurício Junior, da 1ª Vara Cível da Bahia, determinou que o presidente Jair Bolsonaro se explique sobre a indicação do filho, Eduardo Bolsonaro, para a Embaixada nos Estados Unidos. A decisão atende ação popular ajuizada pelo deputado petista Jorge Solla. 

No texto, o deputado pede que seja determinada "a imediata inibição do ato de indicação de Eduardo Bolsonaro, por seu pai, Presidente da República, para exercer o cargo de Chefe de Missão Diplomática nos Estados Unidos da América".

Conforme o R7, na ação, o petista diz que a indicação de Eduardo é prática de nepotismo. Solla aponta que a nomeação se trata de uma "tentativa de promover pessoalmente Eduardo, a fim de que lhe sejam auferidos todos os benefícios do cargo".

Além disso, o parlamentar baiano critica a justificativa dada pelo filho do presidente, de que estaria preparado para o cargo por ter fritado hambúrgueres nos Estados Unidos. 

O prazo para explicações dado pela Justiça baiana é de cinco dias a partir da notificação dos envolvidos. 

 

 

 

Veja também