Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Geral

Médicos descartam cirurgia de emergência em Bolsonaro

Presidente está internado em SP com quadro de obstrução intestinal

14 julho 2021 - 20h45Por Thiago de Souza

Equipe médica que atende o presidente Jair Bolsonaro, descartaram, na noite desta quarta-feira (14), uma cirurgia de emergência no paciente. Bolsonaro foi identificado com obstrução intestinal. 

Conforme o R7, o presidente, que está no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, passou por avaliação clínica, exames de imagem e laboratoriais e não precisará da intervenção emergencial. 

Ainda segundo a definição dos médicos, o presidente da República vai ficar internado para tratamento clínico conservador, diz o boletim médico. 

Cinco médicos assinaram o primeiro boletim médico no Hospital Vila Nova Star. Entre eles estão um cirurgião-chefe; o cardiologista do presidente, um clínico e cardiologista; diretor-médico do hospital e o diretor-geral da unidade. 

Obstrução

Ainda segundo o R7, Bolsonaro passou mal durante a madrugada desta quarta-feira , com dores abdominais, e foi internado no hospital Hospital das Forças Armadas, em Brasília. Ele foi então levado a São Paulo para realizar mais exames e avaliar necessidade de cirurgia no local.  

Ele está acompanhado pelo médico cirurgião Antônio Macedo, responsável pelas cirurgias no abdômen do presidente decorrentes do atentado ocorrido em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral.

O presidente se queixava de um soluço constante, há pelo menos 12 dias. Em vários compromissos políticos e com apoiadores, Bolsonaro teve dificuldade para falar.