TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 01 de julho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Geral

PT obriga Bolsonaro e Mourão a se explicarem em ação de cassação no TSE

Partido de Lula quer que informações de inquérito das fake news sejam incorporadas às ações eleitorais

29 maio 2020 - 20h14Por Thiago de Souza

Pedido feito pelo PT, para que elementos colhidos no inquérito das fake news, do Supremo Tribunal Federal, sejam enviados para outra ação, que investiga crime eleitoral da chapa de Bolsonaro e Mourão, em 2028, vai fazer com que presidente e vice-presidente da República se manifestem. 

Na noite desta sexta-feira (29), o ministro Og Fernandes abriu prazo de três dias para que presidente e vice-presidente se manifestem sobre o pedido do Partido dos Trabalhadores. 

Passados os três dias, o TSE vai ouvir a manifestação do Ministério Público Eleitoral e dos empresários citados no inquérito, como Luciano Hang, da Havan, para aí sim tomar a decisão de incorporar os dados do outro inquérito. 

Segundo o Yahoo, a investigação no STF, cuja relatoria é do ministro Alexandre de Moraes, chegou a indícios de que empresários financiaram a distribuição de notícias falsas que teriam ajudado a eleger Bolsonaro em 2018.