TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Geral

Reinaldo pede e Aneel suspende corte de luz por falta de pagamento por 90 dias

Prazo fixado é por 90 dias, disse a Agência

24 março 2020 - 18h06Por Thiago de Souza
A Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, atendeu pedido do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), e suspendeu, nesta terça-feira (24), o corte de energia elétrica por falta de pagamento dos consumidores, por um prazo de 90 dias. 
 
Conforme o G1, a medida é em razão do surto do novo coronavírus, que causou uma crise econômica no país. Pela decisão, a suspensão vale para todas as residências urbanas e rurais e para os serviços considerados essenciais, como hospitais.
 
A agência esclarece que a medida não livra o consumidor de pagar a fatura, mas serve para garantir o seguimento do fornecimento em um momento de crise. 
 
A resolução da Aneel também prevê outras medidas:
 
suspensão da entrega mensal da fatura impressa;
 
entrega pessoal de faturas;
 
suspensão do descadastramento de famílias da tarifa social;
 
suspensão de atendimento presencial ao público;
 
Segundo a Aneel, os consumidores residenciais respondem por quase 47,5% do faturamento das distribuidoras de energia e hoje o nível de inadimplência é de 5%.
 
"Caso as medidas de vedação à suspensão do fornecimento resultem em aumento da inadimplência, o Órgão Regulador certamente terá que adotar medidas alternativas para garantia da sustentabilidade do setor elétrico", informou a agência.
 
Sobre a suspensão do corte de inadimplência, Feitosa afirmou ainda que a decisão também dá uniformidade ao tratamento dado às distribuidoras já que alguns estados e municípios têm publicado decretos proibindo o corte no fornecimento. 
 
Sobre o assuto, a Energisa, concessionária que atende grande parte das cidades do MS, disse que analisa as medidas anunciadas pela Aneel e considera de extrema relevância que o órgão regulador se posicione neste momento. 

''Esse é um momento de profundas mudança para a sociedade, no qual o espírito comunitário se torna ainda mais relevante. A empresa ressalta que está dedicada em manter o fornecimento de energia para seus mais de 7,8 milhões de clientes em todo o país, e que vai cumprir a determinação da Aneel de não realizar cortes em consumidores residenciais e de serviços essenciais à população durante os próximos 90 dias. A Energisa destaca o apelo feito pelo regulador para que aqueles clientes que têm condições mantenham seus pagamentos em dia. Informa, ainda, que o faturamento dos clientes continuará sendo feito normalmente''.