TJMS
(67) 99826-0686

Se a moda pega! Deputado oferece R$ 10 mil a quem matar assassino

Mayara Oliveira Freitas, de 26 anos, foi morta em frente à filha de 4 anos

12 SET 2019
Diana Christie
16h46min
Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Deputado estadual em Espírito Santo, Capitão Assumção (PSL) ofereceu R$ 10 mil para quem matar o suspeito de assassinar Mayara Oliveira Freitas, de 26 anos, em frente à filha de 4 anos, em Cariacica.

"R$ 10 mil do meu bolso para quem mandar matar esse vagabundo. Isso, não merece estar vivo não. Eu tiro do meu bolso para quem matar esse vagabundo aí", afirmou Assumção no plenário da Assembleia Legislativa.

Ele ainda completou: "não vale dar onde ele está localizado. Tem que entregar o cara morto, aí eu pago. Porque vagabundo, vagabundo, que tira a vida de inocente vai lá usar o sistema para ser beneficiado?".

Considerando que a declaração pode ser interpretada como crime, ainda mais se o investigado chegar a ser realmente assassinato, o deputado confirmou o discurso em entrevista à TV Gazeta. Segundo o G1, ele também disse não considerar a fala antiética ou criminosa.

"Eu não vou modificar nada do que eu falei e vou tratar essa questão dentro do parlamento e da imunidade parlamentar. Antiético é essa barbárie cometida com os capixabas. O cidadão perdeu o direito de ir e vir, e quem está tendo todas as garantias do estado é o bandido. Isso que está errado", disse.

O caso

Mayara foi assassinada na madrugada desta quarta-feira (11), na casa onde morava no bairro Antônio Borges, em Cariacica.

De acordo com informações da Polícia Civil repassadas ao G1/ES, dois homens encapuzados pularam o muro do imóvel, arrombaram a porta, feriram o pai dela e fizeram vários disparos contra a jovem.

O crime pode ter sido motivado por vingança, pois a jovem testemunhou e colaborou com a investigação do assassinato do namorado.

Veja também