TCE 27/10 a 29/10
Menu
quinta, 28 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
In Memoriam

Família está sem chão: Marcia morreu dias antes de fazer aniversário

Corpo foi encontrado na última sexta-feira, embaixo de uma ponte da BR-262

12 outubro 2021 - 18h10Por Rayani Santa Cruz

A família está sem chão e amigos lamentam a morte de Márcia Catarina Lugo Ortiz, que teve o corpo encontrado em uma ponte da BR-262 dias antes de completar 58 anos. Marcia faria aniversário em 11 de outubro e o registro de desaparecimento foi feito na semana passada, dia 7 de outubro.

A vítima foi morta com um tiro na têmpora e encontrada na tarde desta sexta-feira (8), próximo de um córrego em Campo Grande, na saída para Sidrolândia. 

A amiga Edima Ferreira lembrou sobre o aniversário de Marcia. "Como seria bom hoje estarmos comemorando seu niver. Mas lá junto com os anjos, a festa será de eterna glória porque você, Marcia, era e continuará sendo maravilhosa."

Lucio Flausino Barbosa afirma que a morte da amiga foi trágica. "Às vezes perguntamos o porquê de tantas maldades, mulher que nos últimos dias após a morte de seu velho pai, passava mensagem continuamente devido à saudade que sentia. Marcia era humilde, tratava todos com o mesmo carinho, morávamos em frente a sua casa e tanto ela quanto o esposo dela merecem o nosso respeito."

"Ficamos todos chocados, que Deus a abençoe e a receba com todo amor no céu", disse Barbara Widmer.

O caso

Márcia foi vista pela última vez indo da casa de sua mãe para a própria casa.

No entanto, foi seguida por uma camionete SUV, de cor preta e entrou por livre e espontânea vontade na rua Bernardo Franco Baís, na Vila Carvalho.

Nas primeiras investigações, a Perícia Civil detalhou que a mulher estava de relógio, aliança, roupas do corpo e um tênis.

No guard-rail da ponte, manchas de sangue foram vistas pela equipe da perícia que coletou amostras para serem investigadas.

Márcia Ortiz era esposa de um policial civil aposentado.

O caso foi encaminhado para a Depac Centro e segue investigado pela Polícia Civil.