Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Interior

Acusado de 'tirar a infância' da afilhada com abusos, professor vai para presídio de Aquidauana

Ele tem 55 anos e era de confiança da família das vítimas

23 janeiro 2021 - 18h19Por Thiago de Souza

Professor de 55 anos, investigado por abusar da afilhada e da irmã dela, quando estas eram crianças, foi levado para o presídio de Aquidauana, na tarde deste sábado (23). 

O suspeito foi preso após determinação da Justiça, na noite desta sexta-feira (22). Ele estava em casa e não resistiu à prisão. Porém, disse que falaria somente na presença do advogado. 

Segundo o JNE, o pedido de prisão feito pela Delegacia da Mulher em Aquidauana, foi embasado nas provas colhidas até o momento, em especial nos laudos de exame de conjunção carnal e relatório de atendimento psicológico das vítimas. 

Os crimes do professor e dirigente partidário vieram à tona quando a vítima, que hoje mora em Campo Grande, foi passar um final de semana na casa da mãe, em Aquidauana. Lá, ela voltou a encontrar o criminoso que é amigo de confiança e de longa data da família. Ela teve uma crise de pânico e a amiga dela resolveu contar o segredo para a mãe. 

Segundo as denúncias, os abusos começaram quando ela tinha 8 anos. Em razão dos ataques, a vítima sofreu depressão, teve crises e tentou suicídio por várias vezes. Nessas ocasiões, diz ela, quem a levava para o hospital era justamente o agressor, tamanha a confiança que a família depositava nele. 

A garota abusada detalhou que chegou a se masculinizar, na tentativa que o agressor perdesse o desejo por ela, mas isso não teria adiantado. A irmã da vítima, que tem 15 anos, também revelou ter sido abusada. 

Mais vítimas 

Após o caso vir à tona, outra acusação foi registrada na delegacia, onde a filha de um amigo de Florêncio, atualmente com 38 anos, relatou ter sido estuprada pelo professor há 24 anos, quando tinha 16 anos, em uma viagem para a praia, que Florêncio organizou com um grupo de amigos.

Todos os casos são investigados. O professor foi expulso do Partido dos Trabalhadores de Aquidauana e desligado de outras funções públicas que ocupava.