TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Interior

Casal com bebê que só tinha colchão recebe 'corrente de amor' em Antônio João

Família não esperava tanta solidariedade na pequena cidade

13 janeiro 2022 - 20h41Por Thiago de Souza

O pedreiro, Eduardo Pereira, 37 anos, a esposa, Tainara Gomes Holosback, 22 anos, e dois filhos, de dois e quatro anos, viveram o ‘’inferno e o céu’’, ao se mudarem para Antônio João. Eles só tinham a casa e o colchão, mas receberam doações e solidariedade. 

Conforme o MS Notícias, o drama da família começou a ter fim com um post no Facebook. A partir daí se criou uma corrente do bem, que ajudou a todos eles. 

O relato na rede social de Antônio João, com 3,6 mil membros, foi feito por Tainara, em 6 de janeiro. Ela detalhou que veio a serviço para a cidade, para ficar em uma casa alugada, e pediu móveis que não serviam mais aos donos. 

As fotos que ela apresentou mostravam a família cozinhando, com latas de cerveja cortadas. A publicação repercutiu, também pelo fato que um morador confirmou a situação dos moradores. Logo, uma internauta disse: ‘’Tenho um cama box, só a parte da madeira de cima’’, disse o perfil de Carol Acosta. 

Uma outra internauta mobilizou pessoas para conseguir uma geladeira pequena, dizendo que a família perdia alimentos por causa do calor. 

Em outro momento, alguém avisou que os moradores ganharam um fogão. A partir daí, a mobilização foi para um botijão de gás. Não demorou muito e o vasilhame também foi arrumado. 

Doações recebidas pela família em Antônio João. (Foto: Reprodução Facebook)

A onda de solidariedade tomou conta da cidade e, quem passava privações, logo se viu em meio à solidariedade. 

No dia 8 de janeiro, nos comentários do próprio post, Taianara agradeceu. 

"Gente, já conseguimos o botijão, fogão, máquina e alimentos... Obrigado a todos que estão nós ajudando", celebrou a mãe.

Após conseguir outros móveis básicos, o pai foi às redes agradecer. 

‘’Eu, Eduardo em nome da minha família, venho agradecer primeiramente a Deus e todos vocês que se mobilizaram para nos ajudar. Não tem palavras que possam ser ditas para agradecer a todos vocês que nos ajudaram, sendo com que nós estávamos precisando e até mesmo divulgando. Que Deus supra todas as suas necessidades, não só material, mas de toda alma. 

A família contou ao MS Notícias, que não esperava tanto carinho dos moradores. 
“(sic) Está faltando um guarda-roupa, pois, ganhamos muita roupa e não tem onde colocar e um armário, ganhamos 4 cesta-básicas e não temos onde colocar. E uma bicicleta e um ventilador, que estamos com um ventilador e uma bicicleta emprestada”, detalhou ao site. 

O telefone de contato para ajuda à família é (67) 9 9220-8957.